Red Bull admite que RB19 do lançamento “não é reflexo total” do carro que vai ao Bahrein

Chefão da Red Bull, Christian Horner reconheceu que o evento de apresentação do RB19 – o carro para a temporada 2023 da F1 – não era realmente o tema central. A atenção da equipe estava mesmo no anúncio da parceria com a Ford. Dessa forma, o modelo que apareceu no evento não é o projeto real que vai para a pista no fim deste mês

A Red Bull preparou um enorme evento em Nova York, nos Estados Unidos, para apresentar ao mundo o RB19 – o carro que tem como objetivo defender os títulos conquistados em 2022 -, mas a cerimônia desta sexta-feira (3) acabou ofuscada, propositalmente, pelo anúncio da parceria com a Ford, que retorna à Fórmula 1 a partir de 2026. E isso explica bem o fato de que o modelo colocado no centro do palco não causou grande impacto e nem revelou novidades visíveis.

O carro que foi apresentado pelos taurinos seguiu o esquema de pintura dos últimos anos, bem tradicional e elegante. Ou seja, o modelo continua com uma pintura escura e fosca em sua maior parte, com detalhes em vermelho e amarelo. O design limpo e sem nenhuma mudança aerodinâmica foram aspectos que chamaram a atenção. O carro é praticamente uma cópia do antecessor – inclusive, os espelhos, que no regulamento 2023 são diferentes, permaneceram como os da temporada passada.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Portanto, o lançamento realmente tinha outra intenção, como confirmou o chefão da Red Bull, Christian Horner. “O carro que mostramos hoje será de alguma forma diferente daquele que todos vão ver no Bahrein“, reconheceu o britânico em declaração à revista Autosport.

Chefe da Red Bull, Christian Horner falou sobre o futuro da equipe e os objetivos para 2023 na F1 (Foto: Red Bull Content Pool)

“O lançamento hoje foi sobre os objetivos que a equipe tem para um futuro próximo, foi sobre os parceiros que temos e, claro, o grande anúncio do acordo com a Ford”, completou Horner, lembrando que a escolha do país não foi aleatória. O mercado norte-americano é um dos mais importantes para a F1 neste momento – tanto que emplacou três etapas no calendário 2023.

O dirigente da Red Bull, então, admitiu que o carro real só será visto mesmo durante a pré-temporada, que acontece no fim deste mês, entre 23 e 25 de fevereiro. “O que vocês viram aqui hoje não é, obviamente, um reflexo total do carro que vai chegar ao Bahrein.”

É tão verdade que nem mesmo o bicampeão Max Verstappen viu o verdadeiro RB19. E nem demostrou se importar tanto. “Para ser honesto, eu não vi”, contou o holandês. “Somente conversei sobre atualizações em termos de performance em tempos de volta e o comportamento do carro.”

“Não vi nenhuma foto ou renderização porque não estou interessado nesse tipo de coisa. Só quero um carro rápido. Não importa como ele parece”, concluiu.

A temporada 2023 da Fórmula 1 começa no dia 5 de março, em Sakhir, no Bahrein.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.