Red Bull critica e vê “grosseria” em dispensa de Vettel pela Ferrari

Chefe da Red Bull, Christian Horner contou que não esperava ter Sebastian Vettel livre no mercado da Fórmula 1. O dirigente, porém, deixou claro que o time dos energéticos não tem lugar para o #5

A Red Bull não gostou nada do tratamento dado a Sebastian Vettel pela Ferrari. Christian Horner avaliou que o tetracampeão foi tratado com grosseria pela escuderia de Maranello.

No último fim de semana, na abertura da temporada 2020 da Fórmula 1, Vettel revelou que sequer ganhou uma proposta de renovação da Ferrari. O alemão recebeu um telefonema de Mattia Binotto, que disse que a equipe não tinha a intenção de continuar a relação.

“Foi uma surpresa para mim quando recebi a ligação do Mattia dizendo que não havia mais a intenção do time de continuar. Nunca entramos em discussões, nunca teve uma oferta na mesa e, portanto, não teve um ponto de discórdia”, contou Vettel.

Horner atuou ao lado de Vettel na Red Bull (Foto: Red Bull)
Paddockast #68 | O QUE ESPERAR DA FÓRMULA 1 2020?
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

A Ferrari, por sua vez, culpou a pandemia do novo coronavírus pela mudança de rumo. “Acho que o vírus e a situação pandêmica, que mudou todo o mundo, não apenas o automobilismo, a Fórmula 1. O teto de orçamento mudou bastante e é um muito mais restrito, o regulamento foram adiados de 2021 para 2022, o que de certa maneira, era algo importante para nós”, afirmou Binotto.

“Carros foram congelados, ou quase isso, para 2020 e 2021. Vamos dizer que toda situação mudou. E, acima de tudo, a temporada não havia começado, então não houve nenhuma oportunidade de Seb voltar para a pista e mostrar o quão motivado para estar na Ferrari, o que foi um golpe de azar para ele”, ponderou.

A explicação, porém, não convenceu Horner. Durante as seis temporadas em que esteve na Red Bull ― depois de passar por Sauber e Toro Rosso ―, Vettel conquistou quatro títulos, 44 vitórias e 65 pódios.

“Nunca imaginamos que Seb fosse ser deixado de lado com tanta grosseria”, disse Horner à austríaca ServusTV. “Temos muitas boas memórias do tempo com Sebastian e seria uma grande perda para a Fórmula 1 se ele partir”, seguiu.

Ainda assim, o dirigente deixou claro que a Red Bull não tem como acolher o tetracampeão, já que suas vagas estão ocupadas por Max Verstappen e Alexander Albon.

“Nós temos dois pilotos que estão indo muito bem e não esperamos poder oferecer um lugar a Vettel”, contou. “Também não esperávamos que ele fosse estar no mercado”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube