F1

Red Bull deixa Gasly em segundo plano e traça meta: tornar Verstappen campeão mundial mais jovem da F1

A Red Bull espera dificuldades no primeiro ano de Honda, mas está decidida em fazer Max Verstappen ser o mais jovem campeão da F1, deixando Pierre Gasly em segundo plano e quebrando a marca que hoje é de Sebastian Vettel
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
A Red Bull recebeu muitos elogios nos últimos anos por deixar aberta a briga entre Max Verstappen e Daniel Ricciardo, mas, antes mesmo da saída do australiano para a Renault acontecer, a coisa parece estar mudando de figura. Consultor do time austríaco, Helmut Marko deixou claro que a grande meta da Red Bull para 2019 e 2020 é transformar Max Verstappen no mais jovem campeão da história da F1.
 
A fala de Marko acaba deixando Pierre Gasly, hoje na Toro Rosso e já anunciado substituto de Ricciardo, em segundo plano. Também muito jovem, o francês tem 22 anos, mas, no final do ano que vem, já vai ter superado a idade de Sebastian Vettel em seu primeiro campeonato conquistado justamente pela Red Bull.
 
"Estamos realmente ansiosos para o ano que vem. A grande meta é ter o campeão mundial mais jovem de novo. Temos dois anos para tentar, mas queremos isso já em 2019", comentou ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Helmut Marko aposta em Max Verstappen para buscar o título (Foto: Getty Images)
Marko sabe que a primeira temporada com os motores Honda não deve ser tranquila, mas não recuou e manteve o título como grande objetivo.
 
"Nós sabemos que o primeiro ano com novo motor não é fácil, mas eu digo a todo mundo que nossa meta é buscar esse título já de cara, sem desculpas", completou.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br