Red Bull diz que “seria um erro” Webber ajudar Vettel pelo título: “Ele ainda tem chances matemáticas”

Christian Horner entende que ainda é muito cedo para que Mark Webber trabalhe pelo título de Sebastian Vettel. Faltando quatro corridas para o fim da temporada, o australiano tem 63 pontos a menos que seu companheiro de equipe

Enquanto a Ferrari trabalha abertamente para que Fernando Alonso conquiste o título do Mundial de Pilotos neste ano, a Red Bull, pelo menos por enquanto, prefere manter sua política igualitária e descartou colocar Mark Webber como escudeiro de Sebastian Vettel na luta deste pelo tricampeonato.

Na opinião de Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, “ainda é muito cedo” para que a escuderia taurina tome tal decisão. A razão está, principalmente, no fato de que Webber ainda tem chances de título, ainda que apenas matemáticas. Contudo, a diferença de Vettel, novo líder do Mundial, para seu companheiro de equipe, é de 63 pontos, faltando quatro corridas para o fim da temporada. Neste tempo, estarão em jogo 100 pontos.

Pelo menos por enquanto, Vettel não terá Webber como seu escudeiro rumo ao tri da F1 (Foto: Red Bull/Getty Images)

“A diferença é muito grande, mas Mark ainda tem chances matemáticas. Portanto, seria um erro para nós pedir que Mark faça isso”, declarou o dirigente britânico em entrevista à revista alemã ‘Auto Motor und Sport’ no último domingo (15) em Yeongam.

Questionado sobre o momento em que Vettel e Webber andaram lado a lado e disputaram a liderança do GP da Coreia do Sul até o fim da grande reta de Yeongam, Horner disse que ficou nervoso, mas, ao mesmo tempo, seguro de que não haveria nenhum incidente entre os dois companheiros de equipe.

“Sempre me angustia quando vejo os dois carros tão perto um do outro, mas eles já fizeram isso muitas vezes antes e [no domingo] lutaram perfeitamente até a terceira curva”, lembrou o dirigente. Vettel e Webber, no passado, já protagonizaram disputas intensas na pista, como no GP da Turquia de 2010, quando ambos brigavam pela vitória e se tocaram, com o alemão levando a pior e abandonando a corrida.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube