F1

Red Bull estabelece novo recorde com 1s88 em pit-stop de Verstappen

Duas semanas depois de demorar 1s91 no pit-stop de Pierre Gasly, Red Bull bate própria marca com 1s88 na troca de pneus de Max Verstappen e estabelece novo recorde na Fórmula 1. Piloto holandês venceu o GP da Alemanha

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
O chuvoso GP da Alemanha de 2019 rendeu o pit-stop mais rápido da história da Fórmula 1
 
A Red Bull precisou de apenas 1s88, na volta 46, para trocar os quatro pneus intermediários de Max Verstappen por macios, quebrando o recorde estabelecido duas semanas atrás pela própria equipe, que levou 1s91 para trocar os compostos de Pierre Gasly, no GP da Inglaterra
O feito estabelecido em Silverstone quebrou uma marca que a Williams era detentora desde 2016, com 1s92 em um pit-stop de Felipe Massa no GP da Europa. O time de Woking também foi destaque nas paradas em Hockenheim, registrando 1s99 em uma troca de pneus de Robert Kubica, a terceira mais rápida do ano. O polonês conquistou seu primeiro ponto na temporada, com o 10º.
 
Com cinco pit-stops, Verstappen venceu o GP da Alemanha, com Sebastian Vettel, da Ferrari, em segundo, e Daniil Kvyat, da Toro Rosso, em terceiro. Foi o sétimo triunfo do piloto holandês na Fórmula 1, e o segundo em 2019.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.