F1

Red Bull estuda trocar Kvyat por Verstappen como resposta a “desastre” no início do GP da Rússia

A carreira de Daniil Kvyat pode ir ladeira abaixo depois dos primeiros metros calamitosos no último GP da Rússia. Ao acertar Sebastian Vettel duas vezes — levando-o a abandonar —, interferir na corrida do companheiro Daniel Ricciardo e, claro, na sua, o russo levou o conselheiro Helmut Marko à ira a ponto de considerar a opção de substituí-lo por Max Verstappen já a partir da próxima etapa na Espanha
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
 Daniil Kvyat durante o segundo treino livre em Sóchi, na Rússia, nesta sexta-feira (Foto: Getty Images)


Os erros de Daniil Kvyat neste início de temporada 2016 podem custar muito caro ao russo. Isso porque a Red Bull já cogita dispensar o piloto e colocar em seu lugar o jovem Max Verstappen, que vem defendendo a caçula Toro Rosso desde o ano passado. A opção é estudada nas garagens da equipe austríaca desde o "desastroso" GP da Rússia, disputado no último fim de semana. E o holandês pode já ocupar o segundo carro dos tetracampeões na etapa da Espanha, a quinta do ano.
 
A direção da Red Bull —  aí leia-se Helmut Marko como principal agente — , vem avaliando o que fazer em resposta à dupla batida de Kvyat em Sebastian Vettel, ainda na primeira volta da corrida em Sóchi. E que acabou com a prova de ambos, ainda que o russo tenha permanecido na pista.

 
Daniil Kvyat pode rodar na Red Bull (Foto: Getty Images)
O incidente — que também envolveu Daniel Ricciardo, que foi atingido por Vettel na sequência —  prejudicou a prova dos austríacos, que terminaram a etapa sem pontos, enquanto as rivais Ferrari e Williams contabilizaram em cima da ausência da esquadra chefiada por Christian Horner. Neste momento, a Red Bull está 19 pontos atrás da vice-líder e apenas seis à frente da equipe inglesa. 

O movimento da Red Bull tem a ver com a disputa simples do Mundial de Construtores. O time já superou a Williams e, atualmente, é a terceira força da F1. 

Até Niki Lauda, dirigente da Mercedes, se meteu na questão e disse que, se fosse Vettel, teria matado o "estúpido e irritante" Kvyat.

Ainda, no começo da noite desta quarta-feira (4), o site 'F1Today.net', que é holandês, cravou a troca entre os pilotos na etapa da semana que vem em Barcelona e que não vai se resumir ao referido GP. Verstappen, segundo a publicação, vai estar em Milton Keynes nos próximos dias para fazer o molde do seu banco.
Depois de abandonar ainda na largada por um toque com Daniil Kvyat, Sebastian Vettel foi se queixar com Christian Horner, na Red Bull durante o GP da Rússia (Foto: Getty Images)

Logo depois de abandonar a corrida Sóchi em virtude do acidente com Kvyat, Vettel esbravejou no rádio e fez duras críticas ao jovem russo. Ainda não satisfeito, o tetracampeão foi ao pit-wall conversar com o chefe da Red Bull, Horner, que só foi capaz de se desculpar pelo incidente.

Também irritado com a largada desastrosa de Kvyat, Marko cobrou o piloto pela segunda batida em Vettel e lembrou que o russo acabou com três corridas de uma vez: a de Vettel, a dele próprio e a de Ricciardo.
 
"Frear tão tarde uma vez e acertar um carro até seria aceitável, poderia ser a ansiedade em frente ao seus compatriotas, mas a segunda batida é inaceitável. O pior de tudo é que ele não acabou apenas com as corridas de Daniel e Sebastian, mas também com a dele, tendo de ir para os boxes e sendo punido. Vamos deixar a poeira abaixar, mas logo mais falaremos sério sobre isso", afirmou o conselheiro.

A Red Bull ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto.
PADDOCK GP #27 RELEMBRA COBERTURA DA MORTE DE AYRTON SENNA