Red Bull garante que não haverá vingança entre Webber e Vettel: “Seguiremos avançando juntos”

Christian Horner tenta esfriar os ânimos na Red Bull 11 dias depois da polêmica envolvendo Mark Webber e Sebastian Vettel na Malásia. O comandante do time taurino disse que os grandes adversários dos pilotos estão fora, e não dentro dos boxes da Red Bull


A cúpula da Red Bull tenta minimizar os efeitos da crise deflagrada entre Sebastian Vettel e Mark Webber no fim do GP da Malásia, há 11 dias. Segundo Christian Horner, os pilotos foram informados sobre quais são os objetivos da equipe e qual é o ponto de vista sobre a controvérsia de Sepang, quando Vettel desobedeceu a uma ordem do pit-wall e ultrapassou Webber para vencer a segunda corrida da temporada.
Horner trabalha para esfriar os ânimos dentro do time de Milton Keynes (Foto: Red Bull/Getty Images)

Na visão do dirigente britânico, embora reconheça que Webber e Vettel não são grandes amigos, não há nenhum clima de revanchismo ou vingança entre os dois, já que ambos têm a consciência de que a equipe está acima da disputa interna.

“Estamos falando muito disso, inclusive fora do entorno da equipe. Não espero que eles passem o próximo Natal juntos, mas são pilotos profissionais que vão trabalhar para garantir que seguiremos avançando juntos”, disse Horner em entrevista veiculada pelo diário britânico ‘Metro’.

“Ambos sabem as opiniões da equipe na Malásia. Eles sabem que os verdadeiros adversários estão fora da equipe, não dentro. Sebastian força o melhor de Mark, e Mark força o melhor de Sebastian porque ambos se pressionam um ao outro”, acrescentou o comandante da Red Bull.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube