Red Bull muda filosofia, traz Pérez como titular e rebaixa Albon a reserva em 2021

A equipe escolheu o mexicano Sergio Pérez para formar dupla com Max Verstappen na temporada 2021 do Mundial de Fórmula 1

O suspense acabou. Após meses de mistério, de esconder o jogo e sem dar a menor sinalização possível sobre quem seria o companheiro de equipe de Max Verstappen na temporada 2021 da Fórmula 1, a Red Bull confirmou, na manhã desta sexta-feira (18), que Sergio Pérez foi escolhido como titular.

A indicação mais evidente de que o anúncio estava por vir deu-se na noite de quinta-feira, quando a revista Speed Week publicou a notícia em seu site. A publicação é de propriedade do grupo de mídia da Red Bull.

Sergio Pérez foi um dos grandes nomes de 2020 na F1 (Foto: Racing Point)

O acordo de Pérez, confirmado às 11h (em Brasília) e 8h no horário mexicano é válido apenas para a temporada 2021.

A escolha da Red Bull é uma recompensa pela temporada fortíssima do mexicano. No último fim de semana, Pérez ratificou o quarto lugar do Mundial de Pilotos, atrás somente da dupla da Mercedes e de Verstappen. O ex-Racing Point foi aos pontos em todas as corridas nas quais recebeu a bandeirada em 2020: ficou fora nos GPs da Inglaterra e dos 70 Anos, por ter testado positivo para Covid-19, Bahrein, onde estava a duas voltas do pódio quando o motor estourou, e Abu Dhabi, onde um problema de câmbio custou a corrida logo no início.

Além de tudo isso, Pérez venceu pela primeira vez na carreira. No GP de Sakhir, penúltima etapa do ano, chegou a cair para a última posição após ter sido envolvido num acidente causado por Charles Leclerc. A recuperação rendeu vitória memorável.

Albon será apenas reserva da Red Bull em 2021 (Foto: Red Bull Content Pool)

Já a Red Bull muda sua abordagem histórica de desenvolvimento. É a primeira vez desde Mark Webber, em 2007, que um piloto chega à equipe principal da marca de energéticos sem ter passado antes pela equipe B, a AlphaTauri/Toro Rosso. No período, foram promovidos Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo, Daniil Kvyat, Verstappen, Pierre Gasly e Alexander Albon, todos com histórico ligado à marca desde antes.

Albon, por outro lado, fica fora do grid após um começo promissor na AlphaTauri e na própria Red Bull, para onde fez a transição em meados de 2019. Com Gasly de contrato renovado e Yuki Tsunoda escolhido, o que sobra para Albon é ser piloto reserva da equipe em 2021.

Corria por fora pela vaga Nico Hülkenberg. O bom desempenho como substituto nas provas em que teve de entrar no lugar do próprio Pérez — os GPs da Inglaterra e dos 70 Anos, ambos em Silverstone — e de Lance Stroll — em Eifel — aproximaram o alemão da Fórmula 1 novamente. O piloto chegou a frequentar as transmissões da Servus TV, emissora austríaca de propriedade da Red Bull, e foi visto até como favorito em um determinado momento pela ligação que criou com Helmut Marko. No fim das contas, acabou esquecido.

Pérez e Stroll, os dois pilotos da Racing Point em 2020, deram lugar a Hülkenberg por terem pegado coronavírus.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube