Red Bull vê “bom trabalho” de Albon e lembra: “É difícil estar ao lado de Verstappen”

Depois de uma jornada apagada no GP da Bélgica, que marcou o primeiro ano completo de Alexander Albon como piloto da Red Bull, Christian Horner partiu em defesa do anglo-tailandês, sexto colocado no último domingo

Há praticamente um ano, Alexander Albon fazia sua estreia como piloto da Red Bull depois de ter sido promovido após seu primeiro semestre na Fórmula 1 correndo pela Toro Rosso, hoje AlphaTauri. O anglo-tailandês teve um bom desempenho em Spa-Francorchamps em 2019 depois de largar em 17º, se notabilizou por uma grande ultrapassagem sobre Sergio Pérez no fim e cruzou a linha de chegada em quinto, arrancando elogios. Em 30 de agosto de 2020, portanto, o cenário é bem diferente para o competidor de 24 anos. Mesmo ocupando a quarta posição do Mundial de Pilotos, Albon sofre para emplacar bons resultados. Depois do oitavo lugar no GP da Espanha há duas semanas, Alex não passou do sexto posto no GP da Bélgica do último domingo (30).

Até mesmo Lewis Hamilton alfinetou o jovem nascido em Londres ao dizer que a Red Bull sente falta de um bom segundo piloto. Mas a equipe taurina, que habitualmente não se furta ao fritar seus pupilos quando os resultados são escassos, tem adotado uma postura bastante distinta e partiu em defesa de Albon.

Christian Horner e Alex Albon (Foto: Red Bull Content Pool)
Sob pressão? Horner defendeu Alexander Albon após mais um resultado apagado em 2020 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Christian Horner, chefe da Red Bull, considerou alguns pontos que fazem com que o anglo-tailandês não tenha performance sequer parecida na comparação com seu companheiro de equipe, Max Verstappen. Enquanto o holandês já venceu uma corrida, o GP dos 70 Anos da F1, e coleciona pódios em 2020 — seis em sete corridas —, somando assim 110 pontos e a vice-liderança do Mundial, Albon tem menos da metade da pontuação, somente 48 tentos.

“Obviamente, todos têm uma opinião sobre este assunto, mas não têm os fatos. Alex está fazendo um bom trabalho no que tem sido um carro difícil este ano. É um carro diferente do ano passado. Diria que o carro está mais difícil de pilotar do que há 12 meses”, explicou o britânico.

“Quando ele entrou no carro, 12 meses atrás, ele fez um trabalho muito mais forte do que Pierre [Gasly] tinha feito até aquele ponto no ano. Acho que Alex tem muito talento que, obviamente, ainda não vimos vir à tona”, defendeu.

Albon largou na quinta posição em Spa-Francorchamps, mas terminou a prova atrás de carros como as Renault de Daniel Ricciardo e Esteban Ocon, quarto e quinto, respectivamente.

“A corrida dele foi muito forte em um domingo, mas ele lutou com o carro em volta rápida. E, claro, Max tem sido muito forte sobre tirar o máximo de proveito do carro”, considerou Horner, apontando o holandês como um dos pilotos extraclasse que a F1 produz de tempos em tempos e, por isso, enxerga Albon numa posição bastante difícil.

“Você pensa em alguns dos grandes pilotos, seja Michael Schumacher ou Ayrton Senna, e ser companheiro de equipe desses caras foi muito difícil. E acho que é uma situação semelhante a quem ocupa o cockpit ao lado de Max no momento”, disse.

Por fim, Horner deixou claro que Albon está prestigiado e vai ter tempo para desempenhar seu trabalho no segundo carro da Red Bull. “Alex só vai melhorar. Ele ainda é muito jovem e inexperiente. Esta é só sua segunda temporada na F1, e estamos fazendo tudo o que podemos para apoiá-lo e desenvolvê-lo”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube