Renault admite decepção com saída de Ricciardo: “Nada se constrói sem estabilidade”

Cyril Abiteboul amplia leque de desafetos e afirma que, apesar dos rumores, a Renault não vai assinar com um novo piloto antes do início da temporada 2020

A Renault tem uma vaga em aberto para 2021, após a saída de Daniel Ricciardo para a McLaren, mas a decisão do novo piloto não acontecerá antes do início da temporada 2020, prevista para 5 de julho, na Áustria.
 
Foi o que revelou Cyril Abiteboul ao site ‘Motorsport.com’, acrescentando que a decisão ocorre também por desconhecer o nível de competitividade do Renault R.S. 20. 
 
"Não fizemos uma corrida ainda. Nem fizemos alguma sessão, apenas o teste de inverno. Nosso desempenho foi encorajador, mas foram apenas testes de inverno, e francamente, não sei a competitividade do nosso carro. Temos toda uma análise, mas até dar uma volta de classificação, não sabemos", declarou.
Daniel Ricciardo anunciou que troca Renault por McLaren (Foto: Renault)
"Nossa posição é de esperar o tempo para tomar a decisão certa, porque a próxima escolha de piloto será importante e provavelmente quem chega em 2021 permanece em 2022. Nós sabemos que as coisas vão mudar pelo novo regulamento. Nossas ambições não mudaram e precisamos ter certeza que escolhemos os pilotos corretos", seguiu.
 
Ricciardo veio como uma importante contratação ao time de Enstone, mas bastaram 21 corridas para o australiano optar pela ida à McLaren. Abiteboul confessou incômodo com a rápida saída.
 
"Estou um pouco decepcionado porque nada se constrói sem estabilidade, e isso serve aos pilotos. Tivemos muitas mudanças no ano passado. 70% do staff viu mudanças na gerência ou estrutura de seu departamento. Um novo diretor técnico, novo chefe aerodinâmico, novo diretor de engenharia", comentou.
 
O diretor executivo também aproveitou para acusar Ferrari e McLaren por pressão sobre Ricciardo
 
"Tudo isso aconteceu porque tivemos muitas mudanças nos últimos 12 meses. Gostaria de ver o resultado disso, porque sabemos que existe um hiato entre as corridas e as discussões de mudanças de pilotos. E estou surpreso pela ação de dois times em particular, que forçaram Daniel a tomar uma decisão logo. Decidimos não entrar nisso agora e manter o plano, que é a prioridade em fazer um carro melhor". concluiu.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube