F1

Renault lança pintura definitiva e confirma amarelo predominante em carro que marca retorno à F1 como equipe de fábrica

A Renault apresentou nesta quarta-feira (16), em evento realizado em Melbourne, na Austrália, a pintura que vai estampar seus carros na temporada que marca o retorno da marca francesa ao Mundial de F1 como equipe de fábrica, num visual que lembra um pouco aquele utilizado em 2010
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 RenaltYellow


Um dia depois de ver a nova pintura a ser usada na temporada 2016 vazada na internet, a Renault apresentou oficialmente que vai estampar os R.S.16 de Kevin Magnussen e Jolyon Palmer predominantemente na cor amarela, num tom fosco. A equipe francesa, que adquiriu o controle acionário da Lotus e volta ao grid da F1 como equipe de fábrica após cinco anos fora, revelou o layout definitivo do novo carro numa prancha gigante de surf durante um evento realizado nesta quarta-feira (16) em Melbourne, palco do GP da Austrália, prova que abre a temporada 2016 da F1.
 
O visual é bastante distinto em relação ao que foi apresentado no último dia 3 de fevereiro em Paris, quando a Renault confirmou Magnussen ao lado de Palmer como sua dupla de pilotos para 2016. Na oportunidade, um carro de exibição da equipe foi exibido, mas com a pintura predominantemente preta e com algumas pequenas peças pintadas em amarelo e branco. Foi com esse layout que a Renault foi à pista nos testes de pré-temporada, em Barcelona.
Eis a Renault amarela para a temporada 2016 (Foto: Reprodução)
Mas às vésperas do início da temporada, a Renault apresentou sua pintura definitiva, num visual semelhante ao adotado pela equipe em 2010. Na oportunidade, os pilotos eram Robert Kubica e Vitay Petrov. O russo, aliás, faturou seu primeiro e único pódio na F1 com o carro amarelo da Renault ao terminar em segundo lugar o GP da Austrália daquele ano.
 
O carro daquela temporada era amarelo e tinha alguns detalhes em preto, cor que volta a fazer parte do bólido de 2016, mas apenas em peças como as asas dianteira e traseira, além de detalhes nas laterais. De resto, o Renault deste ano remete ao carro de 2010 e, numa lembrança mais distante, à antiga Jordan, que vestiu amarelo entre o fim dos anos 90 e começo dos anos 2000.
Renault R.S.16 em sua pintura definitiva para 2016 (Foto: Renault Sport F1)
“Hoje diz respeito à temporada que está a chegar, e o importante é a cor, que diz muito sobre nossa identidade e sobre o que ela representa. Esta noite diz respeito sobre nossa identidade e o que isso representa para a Renault”, declarou Cyril Abiteboul, fazendo menção ao amarelo que sempre foi a cor mais representativa da Renault.
 
“Vi que muitas pessoas gostariam que a gente sumisse com o preto, então nós optamos por algo diferente. E parece que casa bem. Nós escolhemos o amarelo, que tem sido a cor da Renault desde 1946, então estamos sendo bem fiéis à nossa história”, disse o diretor esportivo da equipe francesa.



 
 
A escolha pelo tom fosco também vai além de um mero critério estético. Especialistas entendem que o acabamento nesta tonalidade pode representar uma economia de aproximadamente meio quilo em comparação a um carro que usa uma pintura brilhante, por exemplo. A solução também foi adotada pela Red Bull em 2016.
 
A Renault, assim, é a última dentre as 11 equipes do grid a apresentar o layout definitivo do seu carro para o início da temporada, que começa neste fim de semana, com a disputa do GP da Austrália, que será realizado no circuito de Albert Park.

Guia F1 2016: o que será da terceira batalha entre Hamilton e Rosberg?http://bit.ly/1ptaiKk

Publicado por Grande Prêmio em Quarta, 16 de março de 2016
VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E