Renault testa novo motor turbo V6 camuflado em chassi da World Series, afirma revista italiana

Publicação revelou que fabricante francesa, que será parceira de Red Bull, Toro Rosso e Caterham em 2014, utilizou carro da WSR para testar novos propulsores em Magny Cours

 
As brechas no regulamento da F1 estão fazendo com que algumas das principais fabricantes da categoria já estejam em plena atividade já de olho nas novidades para a temporada 2014 da categoria. A exemplo da Ferrari, a Renault também já colocou na pista o novo motor turbo V6 que será utilizado no próximo ano.
 
De acordo com a revista italiana 'OmniCorse', a fabricante francesa, que no próximo campeonato será parceira de Red Bull, Toro Rosso e Caterham, colocou os novos propulsores em um chassi da World Series e testou, na última semana, no circuito de Magny Cours, antigo palco do GP da França. 
Carro da World Series foi usado como carcaça para teste do turbo V6 da Renault (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Segundo a publicação, os testes servem, também, para avaliar o funcionamento do Kers, a capacidade da bateria e, naturalmente, a atuação do turbo. 
 
O mesmo expediente foi utilizado pela Ferrari, que também colocou seu novo motor em ação camuflado em um carro de turismo, o modelo 'LaFerrari', em Fiorano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube