F1

Renault troca motor do carro de Hülkenberg na China e atualiza MGU-K após problemas de confiabilidade

Após abandonar o GP do Bahrein quando ocupava o sexto lugar, Nico Hülkenberg anunciou que utilizará o seu segundo motor da temporada durante a etapa da China. Os quatro carros empurrados pelo motor Renault na Fórmula 1 vão levar atualizações no MGU-K, responsável pela produção de energia cinética

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas

GP 1000
Quais foram as maiores corridas da Fórmula 1 em tempos recentes?
🎥 Qual das 999 corridas foi a mais marcante da história da Fórmula 1?
Desde o primeiro e todos os GPs 'centenários' da história da Fórmula 1
🎥 F1 erra com GP 1000 na 'sem sal' China. Interlagos seria o palco ideal


 
Os quatro carros empurrados pelo motor Renault do grid da Fórmula 1 em 2019 passaram por atualizações antes do GP da China, que acontece no próximo domingo (14) em Xangai. O MGU-K, componente da unidade de potência responsável pela geração de energia cinética, recebeu uma nova atualização, com o objetivo de melhorar os problemas que surgiram na Austrália e no Bahrein. Tanto a equipe de fábrica como também a McLaren, cliente da fábrica francesa, vão contar com a atualização neste fim de semana.

Durante a corrida no Oriente Médio, os dois carros da Renault, guiados por Nico Hülkenberg e Daniel Ricciardo, abandonaram ao mesmo tempo com problemas na unidade de potência. Hülkenberg confirmou que a equipe de Enstone trocou o motor para a etapa da China, e que o trabalho na garagem do time francês nas últimas duas semanas foi para aumentar a confiabilidade do R.S.19, que vem decepcionando.

"Trabalhamos para deixar a confiabilidade no topo. É uma pena que perdemos um grande resultado, mas já passou", disse Hulkenberg. "No meu caso, a falha foi no motor. Tivemos um problema lá, por isso estou utilizando o meu segundo", completou.
Nico Hülkenberg (Foto: Renault)
Em duas corridas até o momento na temporada 2018, Hülkenberg foi o único da equipe a cruzar a linha de chegada, quando alcançou o sétimo lugar no GP da Austrália. O alemão disse que a Renault ainda trabalha para melhorar os problemas apresentados no início do ano, e que está confiante que o time encontrou uma solução.

"Óbvio que desde o começo da temporada aconteceram diversos problemas na parte do MGU-K. Aqui, todos os motores Renault desenvolveram o MGU-K novamente, estamos muito confiantes que os problemas foram corrigidos. Tem mais trabalho contínuo acontecendo para melhorar as coisas", comentou.

A atualização do MGU-K também abrange a McLaren, que registrou o primeiro abandono mecânico de 2019 com Carlos Sainz, na Austrália. O piloto está na segunda das três unidades de potência permitidas na F1. Em caso de um quarto motor, o piloto perde dez posições no grid de largada como punição.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da China AO VIVO e EM TEMPO REAL. O primeiro treino livre está marcado para as 23h (de Brasília) da quinta-feira. Os horários completos estão abaixo.
 

Confira a programação do fim de semana do GP da China de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Quinta 11/4 23h
TL2 Sexta 12/4 3h
TL3 Sábado 13/4 0h
TC Sábado 13/4 3h
GP Domingo 14/4 3h10

Fórmula 1 2019 AO VIVO 🇨🇳 
Acompanhe todos os treinos livres, classificação e o GP da China aqui


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.