Revolução, novo motor e ‘We Race as One’: Fórmula 1 aponta maiores objetivos do futuro

Stefano Domenicali celebrou a chegada da Aston Martin na Fórmula 1 e acredita que a presença da marca mostra que a categoria ainda é o centro das atenções do esporte a motor

A Fórmula 1 divulgou uma simulação de volta no mais novo circuito de rua da Fórmula 1, Jidá, na Arábia Saudita (Vídeo: Fórmula 1)

Novo presidente e diretor-executivo do Liberty Media, Stefano Domenicali completou dois meses no cargo. Às vésperas do início da temporada 2021, o dirigente italiano trabalha para iniciar o campeonato sem maiores problemas, ao mesmo tempo que traça os planos para o futuro da Fórmula 1, buscando a estabilidade financeira dos times e tornar a categoria cada vez mais atrativa.

Em entrevista ao site oficial da F1, Domenicali apresentou a lista de tarefas que tem em sua gestão. Além de buscar ao máximo que a temporada não sofra tantas interferências pela pandemia de Covid-19, o mandatário também olha para as revoluções técnicas previstas no campeonato no futuro.

“A lista de tarefas a fazer é bem longa. A primeira, é claro, iniciar a temporada no Bahrein. Isso não é garantido. Nesta situação, com a Covid-19, precisamos prosseguir com a evolução da pandemia. É ótimo que, com protocolos em vigor, seja possível voar ao redor do mundo e correr. Este é o primeiro ponto, o segundo é que devemos ter certeza de que estamos olhando pro futuro. Temos um carro revolucionário vindo no ano que vem, estamos discutindo o próximo passo dos motores para 2025 em diante e temos objetivos bem claros. Do outro lado, precisamos trabalhar na nossa plataforma ‘We Race As One’. É significante e queremos ter um papel ativo nisso”. comentou o dirigente.

Lance Stroll em atividade de pré-temporada no Bahrein (Foto: Aston Martin)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Band se prepara para transmitir F1 até champanhe acabar’

Domenicali celebrou a chegada da marca Aston Martin ao grid da Fórmula 1. O italiano acredita que o nome famoso indica que a categoria ainda é o centro das atenções das montadoras. O time de Silverstone ganhou a nova nomenclatura após o proprietário Lawrence Stroll virar um dos acionistas majoritários da marca de carros de luxo, em 2020.

“Você pode ver que existe um clima bom entre os times hoje, muitos carros novos e muita expectativa para ter certeza que antes da chegada da nova geração de carros, o campeonato deste ano será especial. A chegada da Aston Martin é sinal que a F1 é o centro das atenções das montadoras. As que estão conosco por muito tempo já sabem disso. A introdução do teto salarial mostra que times podem ser estáveis e o novo carro é uma boa visão para o futuro”, citou.

“Ter a Williams como uma marca icônica da F1 e ter uma plataforma estável para o futuro é ótimo. A mistura de equipes e marcas tradicionais, novas marcas, novas montadoras chegando e este número incrível de pilotos nos anima. O que estamos fazendo é ter certeza que a plataforma é estável, sustentável e forte para um futuro brilhante. A Fórmula 1 está no caminho certo”, concluiu.

A temporada 2021 está marcada para começar no dia 28 de março, com o GP do Bahrein, que acontece no Circuito Internacional de Sakhir. O campeonato é previsto para ter 23 etapas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube