Ricciardo admite erro em batida no TL2: “Não sei o que deu errado”

Daniel Ricciardo lamentou o acidente forte que encurtou sua sexta-feira de treinos livres. Piloto afirmou que está bem após a pancada e descobrirá o potencial do carro na classificação

Daniel Ricciardo protagonizou o acidente mais forte dos primeiros treinos livres do GP da Estíria, realizados nesta sexta-feira (10). O australiano da Renault perdeu a traseira do carro na entrada da curva 9 e parou na barreira de pneus, encerrando o dia mais cedo durante a segunda sessão de atividades.

O piloto de 31 anos chegou a sair do carro mancando, mas foi liberado após um rápido exame médico. Ele deu o seu ponto de vista em relação ao acidente sofrido.

“Infelizmente, a segunda sessão foi curta para nós. A primeira volta rápida estava indo bem até a curva 9. Foi um erro, tudo aconteceu muito rápido, então não sei o que deu errado. Apenas virei e perdi o carro imediatamente. Sei que essas coisas acontecem com carros e na Fórmula 1, então não é fora do comum”, disse o piloto que completou 33 voltas na sexta-feira.

Daniel Ricciardo causou bandeira vermelha no TL2

Na primeira sessão, Ricciardo alcançou a nona colocação, à frente do companheiro de equipe Esteban Ocon e de concorrentes como Sebastian Vettel e Lando Norris. Com a sexta-feira interrompida, o potencial do carro será descoberto apenas no sábado.

“Estou bem, mas me sinto mal pelo time. Vamos seguir. O carro era bom na manhã, especialmente perto do fim. A segunda sessão seria interessante, vamos descobrir nosso ritmo amanhã”, completou.

GRANDE PRÊMIO transmite ao vivo e em tempo real todas as atividades do GP da Estíria, segunda etapa do campeonato da Fórmula 1 2020.

Paddockast #69 | Papo com Felipe Drugovich
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube