Ricciardo destaca quarto lugar, mas diz que ritmo da Red Bull impressionou: “Chegamos a ficar perto do top-2”

Daniel Ricciardo mudou a decepção do dia da Red Bull após Daniil Kvyat nem ter conseguido largar para uma estreia promissora. O quarto lugar levantou a torcida e faz a equipe deixar a Austrália com a sensação de que está um pouco à frente de Williams e Force India como terceira força do grid

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O dia até começou tremendamente difícil para a Red Bull, mas terminou com um resultado que pode ser considerado bastante promissor para abrir a temporada 2016 da F1. Daniel Ricciardo foi certeiro e terminou com um quarto lugar na conta para fazer a torcida local vibrar no GP da Austrália deste domingo (20).
 
Saindo do oitavo lugar, Ricciardo não participou da farra que foi a largada nas primeiras colocações, quando Lewis Hamilton e Nico Rosberg caíram da primeira fila para respectivamente P6 e P3. 
 
Em casa, Daniel demorou a aparecer, vindo apenas depois da derrocada das Toro Rosso, com Max Verstappen e Carlos Sainz Jr sumindo da frente. Quem também deixou de ser um problema foi Kimi Räikkönen, que abandonou após um princípio de incêndio na Ferrari. O ritmo de corrida da Red Bull foi extremamente forte com todos os pneus macios e supermacios, mais forte que as rivais esperadas, Williams e Force India.
Daniel Ricciardo durante o terceiro treino livre em Melbourne, na Austrália (Foto: Getty Images)
Ricciardo ganhou campo em relação a Felipe Massa e um surpreendente Romain Grosjean na estreia da Haas. Quando parou, o último a ir aos pits a poucas voltas do final, colocou os pneus supermacios e embalou para facilmente deixar Massa para trás – e fazendo a torcida australiana vibrar animada.

Ricciardo gostou da posição, mas foi o ritmo que realmente impressionou. "O quarto lugar foi ótimo, mas estou mais feliz com o ritmo que nós mostramos – em alguns momentos nós estávamos perto dos dois primeiros colocados", falou.

 
A Red Bull sai da Austrália lamentando não ter conseguindo largar com Daniil Kvyat, mas o resultado de Ricciardo é no mínimo promissor de que o time os energéticos é a terceira força do grid.

A F1 continua em duas semanas, em 3 de abril, com o GP do Bahrein em Sakhir. Lewis Hamilton foi quem venceu por lá em 2015 e 2014.
 

VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube