Ricciardo diz que Red Bull precisa de mais um dia para entender carro e já vê Ferrari bem mais perto da Mercedes

Daniel Ricciardo foi o sexto colocado da tabela de tempos da F1 em Barcelona, nesta quinta-feira (9), no sétimo dia de testes coletivos. O australiano admitiu que a equipe austríaca ainda não encontrou seu ritmo e afirmou: a Ferrari agora está mais perto da Mercedes

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Daniel Ricciardo terminou sua participação na pré-temporada 2017 da F1 acreditando que a Red Bull tem espaço para melhorar a performance do RB13, especialmente após um dia "confuso" em Barcelona nesta quinta-feira (9). O australiano completou 128 voltas pelo circuito catalão e virou na melhor delas 1min20s824, andando com pneus macios. A marca foi 1s8 mais lenta que a registrada por Sebastian Vettel, o homem mais rápido do dia em cima dos compostos ultramacios.

 
"Acho que chegamos de maneira justa ao terceiro dia para mim, mas, para um quarto dia, ainda precisamos dar alguns passos extras à frente", disse o piloto aos jornalistas em Barcelona, em entrevista também acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. "Nós evoluímos, foi bom, mas hoje ficamos um pouco confusos com relação ao acerto do carro. Esperamos ter algumas respostas hoje à noite, porque ainda necessitamos de mais um dia para entender melhor o carro", emendou.
 
"De qualquer forma, para mim, foi um dia bom, eu completei quase 130 voltas sem nenhum problema, então isso é positivo. Mas acho que ainda precisamos de um pouco mais tempo para compreender o carro", reiterou Daniel.
Daniel Ricciardo (Foto: Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Ricciardo admitiu que a Red Bull ainda não conseguiu mostrar todo o seu potencial, mas acha que a Ferrari realmente está muito rápida e, neste momento, bem mais perto da Mercedes. "Nós ainda não mostramos o mesmo ritmo da Ferrari, então se vocês analisarem, vão dizer que a Ferrari está mais próxima da Mercedes. E de fato, a Ferrari está rápida. Eles foram bem em ritmo de corrida, stints longos e foram muito velozes hoje", explicou.

 
"No momento, a Ferrari está mais perto da Mercedes. Ainda não estamos lá, mas estamos chegando. Nós temos isso em algum lugar, só precisamos encontrar", encerrou.

PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube