F1

Ricciardo nega que tenha pedido “muito dinheiro” e deixa porta aberta para futuro na Ferrari

Daniel Ricciardo negou que tenha pedido muito dinheiro para acertar com a Ferrari. Australiano avaliou que Charles Leclerc já tinha um acordo com o time, mas deixou a porta aberta para vestir o uniforme de Maranello no futuro
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Daniel Ricciardo negou que tenha pedido uma alta quantia para fechar com a Ferrari. O australiano considerou que Charles Leclerc já tinha um acerto com o time, mas deixou a porta aberta para vestir as cores de Maranello no futuro.
 
Depois de cinco temporadas com a Red Bull, Ricciardo vai guiar pela Renault na temporada 2019, formando dupla com Nico Hülkenberg.
 
Daniel, no entanto, garante que a negociação com a Ferrari não foi para frente por conta de suas exigências financeiras, mas por conta de um acerto prévio com Leclerc. Aos 29 anos, porém, o #3 deixou a porta aberta para defender Maranello no futuro.
Daniel Ricciardo negou que tenha pedido demais para a Ferrari (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

“Quem disse que eu pedi muito dinheiro?”, questionou Ricciardo à publicação ‘Automoto’. “Eu gostaria de saber, mas não faço ideia”, seguiu.
 
“Sim, nós conversamos a respeito, mas acho que eles já tinham feito um acerto com Leclerc. Mas acho que ainda tenho mais algum tempo na F1, então talvez isso termine de maneira diferente numa próxima vez”, ponderou.
 
Depois de Alain Prost, consultor da Renault, lamentar o fato de que o australiano não terá um carro vencedor em 2019, Ricciardo exaltou a relação com o ex-piloto e avaliou que a temporada será “um desafio”.
 
“Alain sempre foi muito gentil comigo”, comentou Daniel. “Sei que será um ano difícil, mas podemos nos sair bem ― é um desafio. Talvez a gente não vença, mas a Renault tem as pessoas certas e o potencial para conseguir, então tomara que não leve muito tempo”, concluiu.