F1

Ricciardo relata “caos à minha frente” na largada, destaca pódio, mas lamenta por não lutar pela vitória em Singapura

Daniel Ricciardo disse que até foi bom não ter conseguido largar tão bem, porque foi exatamente o que evitou prejuízo igual ao de Max Verstappen, Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel. O australiano, no entanto, lamentou por não ter conseguido lutar pela vitória contra Lewis Hamilton: “Não pude ganhar essa desgraça”
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Daniel Ricciardo fatura seu sétimo pódio apenas em 2017 (Foto: Red Bull Content Pool)

Daniel Ricciardo começou o fim de semana como o grande nome em Singapura em razão da performance acachapante nos treinos livres de sexta-feira. Depois de uma classificação um tanto frustrante, o australiano abriu o domingo (17) sonhando com a vitória. A prova começou com a confusão na largada envolvendo Max Verstappen, Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel, que abandonaram. Aí Ricciardo subiu para segundo, mas não conseguiu ritmo o bastante para alcançar Lewis Hamilton, grande vencedor da noite.
 
Restou uma ponta de frustração para o piloto da Red Bull, ainda que o sétimo pódio na temporada seja um motivo de comemoração.
 
“Não pude ganhar essa desgraça. Não tivemos o ritmo de sexta-feira para chegar na Mercedes. Estou um pouco decepcionado por perder uma vitória, porém grato por conquistar outro pódio”, comentou Daniel em entrevista no pódio logo após levantar mais um troféu no ano.
Daniel Ricciardo fechou em segundo nesta noite em Marina Bay (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Quanto à largada, Ricciardo relata que foi testemunha do caos. O piloto até comemorou por não ter conseguido tracionar tão bem, o que acabou por tirá-lo da confusão que provocou a saída precoce do seu companheiro de equipe e da dupla da Ferrari.
 

“Eu vi o caos à minha frente. Provavelmente, foi até bom ter tido uma largada ruim porque, do contrário, seria acertado. Parecia que os três carros viraram um só. Não sei de quem foi a culpa. Estava muito apertado”, complementou.
 
Mesmo sem ter conseguido a vitória, Ricciardo tem algum motivo para comemorar. Porque Christian Horner, chefe da Red Bull, revelou que o australiano enfrentou um problema no câmbio durante a prova.
ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN