F1

Ricciardo vibra com pole “num lugar especial” e destaca confiança na Red Bull: “Temos um bom carro”

Pela primeira vez na carreira — e logo em Mônaco —, Daniel Ricciardo vai largar na pole-position, um lugar especial para o australiano, que mora no Principado. O piloto destacou a competitividade do RB12, o pacote que mais evoluiu neste começo de temporada, e ressaltou que largar com os pneus supermacios vai dar mais opções de estratégia para a corrida

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Quem esperava Nico Rosberg ou Lewis Hamilton na pole-position do GP de Mônaco ficou surpreso por ver Daniel Ricciardo com a posição de honra do grid no Principado. O australiano brilhou no treino classificatório realizado neste sábado (28) e confirmou a boa performance da Red Bull apresentada desde quinta-feira, quando anotou a melhor marca daquele dia.
 
Para Ricciardo, trata-se de um momento especial. Aliás, duplamente especial: primeiro, por ser a primeira pole da sua carreira na F1. E depois, por alcançar a marca justamente em Mônaco, onde mora. O piloto destacou a confiança crescente no pacote da Red Bull e também se mostrou muito animado para as perspectivas visando o domingo, sobretudo em termos de estratégia.
Daniel Ricciardo garantiu a pole em casa. Vai ser a primeira vez do australiano na posição de honra de um grid na F1 (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull)
“Definitivamente, é um lugar especial. Sabia que teria uma chance. Fiquei com isso na cabeça durante a semana. Senti, depois de Barcelona — e das últimas corridas — que vinha guiando bem, mas não tinha conseguido bons resultados. Temos um bom carro, um bom pacote e fico feliz que conseguimos o resultado almejado”, comemorou Daniel durante entrevista coletiva da FIA logo após a classificação.
 
“Cheguei para o fim de semana com muita confiança e acreditando que poderia estar nesta posição. Estou bem feliz por ter alcançado isso. É bom demais, sempre curti esse lugar”, vibrou o pole do GP de Mônaco.
 
No Q2, a Red Bull apostou ao colocar de volta Ricciardo na pista usando os pneus supermacios. Se o piloto anotasse sua melhor marca neste segmento da classificação, largaria com os compostos vermelhos, deixando os ultramacios para a parte final da corrida. Deu mais do que certo.
 

Na visão de Ricciardo, largar com os supermacios, enquanto seus rivais logo atrás vão começar a prova com os ultramacios, vai abrir um leque de estratégia muito maior para domingo.
 
“A ideia era usar o ultramacio no Q1 e, vendo que estávamos bem, resolvemos ver o que os supermacios poderiam fazer no Q2. Isso nos deu a segurança para saber que tínhamos o ultramacio para dar o último passo no Q3. E isso nos dá mais opções para a corrida de amanhã”, finalizou o australiano.
 
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP