Kubica exalta disputas durante GP da Holanda e diz que parte física “não foi fácil”

Robert Kubica precisou entrar no carro da Alfa Romeo de última hora no GP da Holanda, após Kimi Räikkönen testar positivo para Covid-19 antes do terceiro treino livre. Mesmo assim, andou bem e terminou na 15ª colocação


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O GP da Holanda marcou a primeira corrida de Robert Kubica na Fórmula 1 desde a etapa final da temporada 2019. E foi de maneira surpreendente, substituindo Kimi Räikkönen, que testou positivo para Covid-19 após os primeiros treinos livres em Zandvoort.

Apesar do pouco tempo para se acostumar com o carro da Alfa Romeo e com a traiçoeira pista de Zandvoort, o polonês fez um trabalho decente, largando em 18º e terminando na 15ª colocação. Questionado sobre a parte física, Robert admitiu que sofreu algumas dificuldades.

“Sim, foi difícil, como esperado. Me encontrei pouco antes da corrida com o George [Russell] e ele disse que provavelmente seria a pista mais complicada na parte física. Então, considerando a longa pausa que tive, não foi fácil desse ponto de vista”, afirmou Kubica.

Robert Kubica substituiu Kimi Räikkönen no GP da Holanda (Foto: Alfa Romeo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Tive algumas disputas. A última vez que tive um carro que me ajudou a brigar foi 11 anos atrás porque, no fim, em 2019 [na Williams] era mais sobreviver do que aproveitar. Eu batalhei bem contra o Sebastian [Vettel], me defendendo, e depois alcancei o [Nicholas] Latifi e ultrapassei na volta final. No fim, foi um domingo bem exigente para mim”, completou.

Apesar do desempenho decente de Kubica na Holanda, a Alfa Romeo ainda não confirmou se o polonês vai correr ou não neste fim de semana, no GP da Itália. Ainda com Covid-19, Räikkönen deve ser novamente ausência no time, enquanto Antonio Giovinazzi segue com a outra vaga.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar