F1

Rosberg admite erro no uso do ERS em disputa com Hamilton nos Estados Unidos: “Eu não sabia”

Nico Rosberg tentou usar mais potência do ERS para se defender do ataque de Lewis Hamilton na volta 24 do GP dos Estados Unidos, mas apertou o botão errado

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Nico Rosberg apertou um botão errado na hora de tentar se defender de Lewis Hamilton na luta que decidiu a vitória do GP dos Estados Unidos e não conseguiu fazer uso da potência extra que desejava para manter a liderança da 17ª etapa do campeonato.

Depois da corrida deste domingo (2), o alemão admitiu que tentou acionar o sistema de recuperação de energia para seguir à frente do companheiro de Mercedes. Entretanto, fez isso através de um interruptor do volante e não de um botão comum. Por isso, houve um delay na liberação da potência e ele ficou a ver navios.

Rosberg disse que não sabia que havia diferença entre os dois comandos. De todo modo, concordou, também, que poderia ter sido mais agressivo na defesa da posição.
Rosberg liderou metade da corrida antes de ser ultrapassado (Foto: Getty Images)
“Eu cometi um erro porque usei o negócio errado para conseguir mais KERS. Quando o vi chegando, decidi partir para potência extra, mas nunca tive. Pensei que estava usando a coisa certa, mas nunca tive o KERS extra”, assumiu.

“Perdi muito ali, e foi por isso que nos últimos metros ele conseguiu pular à minha frente. Foi um erro que eu não sabia”, comentou.

“Tenho certeza de que poderia ter feito melhor, mas isso é uma questão de julgamento. Se eu me defendesse, ele ia frear tarde por fora e me pegar na curva seguinte. Eu pensei que indicar que eu estava fechando a porta seria o bastante para fazê-lo desistir da tentativa, mas não foi. Como eu já estava no meio da pista, achei que fosse o bastante para que ele não tentasse, mas não”, concluiu o alemão.

Depois de mais esse revés, Rosberg, que não vence uma corrida desde o GP da Alemanha, ficou 24 pontos atrás de Hamilton com duas provas restando no campeonato. A próxima etapa acontece nesta semana no Brasil, e a decisão do título vai para Abu Dhabi em prova que vale o dobro dos pontos.

VITÓRIA CIRÚRGICA

Os 120 mil espectadores que superlotaram o fabuloso Circuito das Américas acompanharam de perto e foram ao delírio neste domingo (2) com a manobra que pode ter selado o título de 2014. Se o circuito para muitos lembra o de Suzuka, a ultrapassagem de Lewis Hamilton sobre Nico Rosberg remeteu à daquela corrida sob chuva: no meio da prova, cirúrgica, determinante e psicológica. Novamente sem reação, o alemão só comboiou o inglês e agora vê a distância no campeonato subir para enormes e pomposos 24 pontos.

Leia o relato completo no GRANDE PRÊMIO

As imagens do GP dos Estados Unidos de F1