Rosberg conquista território de Hamilton e larga na pole-position no GP do Canadá. Massa sai em quinto

Nico Rosberg anotou a segunda pole consecutiva no Mundial de F1 neste sábado (7) em Montreal ao superar Lewis Hamilton por apenas 0s079. Williams foi surpreendida por Sebastian Vettel no final do Q3

A cobertura completa do GP do Canadá no GRANDE PRÊMIO
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens do sábado de F1 no Canadá

Outrora território dominado por Lewis Hamilton, o Circuito Gilles Villeneuve dessa vez viu Nico Rosberg ser o mais rápido. É o alemão que largará na pole-position na sétima etapa do Mundial de F1, neste domingo, tendo superado o companheiro de equipe Mercedes por somente 0s079 no Q3 do treino classificatório.

Pole-position em Montreal em 2007, 2008 e 2010 e vencedor do GP do Canadá em 2007, 2010 e 2012, Hamilton vai ter de se contentar é em largar na segunda posição. E dessa vez não tem motivos para ficar bravo a não ser consigo mesmo. Ele cometeu um pequeno erro na segunda parcial em sua última volta lançada que o impediu de manter a hegemonia no fim de semana.

Sim, o Q3 foi o único momento em que Rosberg conseguiu ser mais veloz que Hamilton nestes dois dias de atividades de pista. Agora o líder do campeonato vai tentar se manter à frente durante as 70 voltas do GP para garantir, também, que manterá a liderança do Mundial de Pilotos.

Nico Rosberg deu o bote no momento certo em Montreal (Foto: Getty Images)

A segunda fila será dividida por Sebastian Vettel, da Red Bull, e Valtteri Bottas, da Williams. A equipe inglesa vinha se mostrando forte — possivelmente a segunda força —, mas foi surpreendida pelo tetracampeão. Vettel encaixou uma volta que foi somente 0s002 mais rápida que a de Bottas. Quase nada.

E Massa ficou em quinto, exatamente 0s030 atrás do alemão. O placar da batalha interna da Williams passou a indicar vantagem de 4 a 3 a favor do jovem finlandês.

Daniel Ricciardo completa a terceira fila. Fernando Alonso sai em sétimo ao lado de Jean-Éric Vergne, e a quinta fila tem Jenson Button e Kimi Räikkönen.

Confira como foi o treino classificatório da F1 no Canadá:

Q1: Mercedes e Williams se garantem sem precisar dos supermacios

A busca por uma volta perfeita no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, no Canadá, é das tarefas mais difíceis do calendário da F1. A combinação de trechos de alta velocidade com freadas fortes para chicanes, os erros são frequentes, e isso ficou evidente já nos primeiros minutos do Q1. Até Lewis Hamilton se equivocou e passou reto pela primeira curva. A lista de gente que saiu da pista no princípio do treino classificatório ainda teve Kimi Räikkönen, Romain Grosjean e Kamui Kobayashi.

Na folha de tempos, quem saiu na frente foi a Williams, com Valtteri Bottas e Felipe Massa. Antes, é claro, de a Mercedes dar as caras. Depois de errar, Hamilton se recuperou com uma ótima volta em 1min15s750. Nico Rosberg era o segundo com 1min16s471. Essas duas equipes, que saíram com pneus macios, nem precisariam fazer muito esforço para avançar.

O resto do povo já teria de apelar para os pneus supermacios para se garantir. Kevin Magnussen e Jenson Button foram os únicos que se intrometeram nesse G4 ao superar a dupla da Williams. Nico Hülkenberg ficou em sétimo com 1min16s897, seguido por Daniil Kvyat, e a Ferrari, que se mostrou bem nos treinos livres, pareceu só no final do top-10 com Fernando Alonso e Kimi Räikkönen.

Acabou que nem fez tenta diferença já colocar os supermacios no Q2. A zona de rebaixamento ficou com os quatro pilotos das nanicas, como de praxe, e com Pastor Maldonado, que estacionou sua Lotus numa área de escape com problemas mecânicos. E Esteban Gutiérrez, o último do grid, nem treinou depois do acidente que sofreu mais cedo no TL3.

O Q1 se encerrou 16s antes do previsto devido ao acidente de Marcus Ericsson, o mais lento da sessão, que perdeu o controle da Caterham após tocar a zebra interna da curva 9. Saiu de traseira e bateu no muro, estragando bastante a suspensão traseira esquerda. Bandeira vermelha. 

Q2: Mercedes brinca com esperanças das rivais

A Williams voltou para o Q2 já usando os compostos supermacios, e a melhora no tempo de volta foi notável. Massa e Bottas não foram os primeiros a marcar tempo, mas se mostraram mais rápidos que o resto — inclusive na comparação com Ferrari e Red Bull, o que não se confirmaria no final da sessão. O #19 fez 1min15s773, 0s2 mais veloz que Bottas e 0s3 em relação a Alonso.

O mais interessante foi notar o que aconteceu a seguir. Hamilton e Rosberg botaram os supermacios no carro, deram uma volta lenta cada um para aquecer a borracha e aí partiram para tentar achar tempo. Não conseguiram. O inglês foi mais lento do que havia sido com os macios no Q1, fez 1min15s882 e ficou em terceiro. Rosberg virou 1min15s832. Massa permaneceu na ponta por 0s059.

Enquanto isso, gente importante corria o risco de ficar pelo caminho. Räikkönen e Vettel estavam ameaçados. Todo mundo menos Alonso entrou na pista nos minutos finais para tentar obter tempos melhores.

Vettel foi capaz de entrar no top-10 ao subir para a sexta posição, logo atrás de Ricciardo, tirando Hülkenberg, e a contagem regressiva terminou com Magnussen, Pérez, Grosjean, Kvyat e Sutil de 12º a 16º.

E também com a Mercedes colocando um fim às esperanças de quem chegou a sonhar em ver uma disputa mais próxima. Hamilton e Rosberg de repente enfiaram 0s7 nas Williams de Massa e Bottas. Beirou à maldade.

Q3: Rosberg surpreende Hamilton e fatura terceira pole do ano

A batalha pela pole-position começou com cinco carros impulsionados por unidades de força da Mercedes, três da Renault e duas da Ferrari — as da própria equipe italiana. E dois favoritos.

Bottas saiu na frente e fez a melhor volta da Williams no Canadá, 1min15s550, elevando o nível da batalha interna com Massa, que cometeu um pequeno erro e virou 0s07 mais lento. Lá na frente, Rosberg rompeu a barreira de 1min15s para surpreender Hamilton com 1min14s946. Menos de 0s1 de diferença entre os dois também.

E as duas Red Bull apareciam na sequência, com Ricciardo em quinto e Vettel em sexto. Vettel que foi quem puxou a fila na parte final do Q3. Para se destacar.

O #1 tratou de cravar o terceiro tempo, 1min15s548, deixando Bottas para trás. O finlandês não conseguiu melhorar e ficou em quarto mesmo. Massa não conseguiu melhorar o suficiente e fechou em quinto.

Por fim, os carros da Mercedes apontaram na reta. Rosberg veio na frente e baixou ainda mais seu tempo para 1min14s874. Hamilton cometeu um pequeno erro no segundo setor que o impediu de andar melhor que 1min14s953. A melhora contínua do #6 resultou na terceira pole-position da temporada.

Ricciardo, Alonso, Vergne, Button e Räikkönen completaram nessa ordem o top-10 do grid de largada.

A largada para o GP do Canadá será dada às 15h (de Brasília) deste domingo, e o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo ao vivo e em tempo real.

Quer ter o prazer de guiar uma Ferrari e assistir ao GP da Itália em Monza?
Clique e saiba dos detalhes do pacote GRANDE PRÊMIO pelo e-mail

icon_tempo O passo a passo da classificação em Montreal

F1, GP do Canadá, Montreal, grid de largada:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:14.874   19
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:14.953 +0.079 20
3 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT   1:15.548 +0.674 18
4 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES   1:15.550 +0.676 21
5 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:15.578 +0.704 21
6 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT   1:15.589 +0.715 20
7 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI   1:15.814 +0.940 17
8 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT   1:16.162 +1.288 24
9 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES   1:16.182 +1.308 20
10 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:16.214 +1.340 17
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES   1:16.300 +1.426 21
12 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES   1:16.310 +1.436 15
13 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:16.472 +1.598 19
14 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT   1:16.687 +1.813 19
15 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT   1:16.713 +1.839 19
16 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI   1:17.314 +2.440 16
17 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT   1:18.328 +3.454 10
18 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI   1:18.348 +3.474 6
19 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI   1:18.359 +3.485 5
20 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT   1:19.278 +4.404 8
21 9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT   1:19.820 +4.946 10
22 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI        
    TEMPO 107% Q1     1:21.052 +6.178  
                 
RECORDE RALF SCHUMACHER ALE WILLIAMS BMW FW26   1:12.175 12/06/2004  
MELHOR VOLTA RUBENS BARRICHELLO BRA FERRARI F2004   1:13.622 13/06/2004  

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube