Rosberg destaca temperatura elevada do asfalto em Sepang: “Dá para sentir através do chassi”

Com mais de 60ºC de temperatura do asfalto no início do segundo treino livre, Nico Rosberg comentou a respeito do forte calor e destacou a falta de confiabilidade do carro da Mercedes

O calor é forte na Malásia, e isso tem um impacto enorme nos pilotos e nos carros. Terceiro colocado no segundo treino livre do fim de semana, nesta sexta-feira (27), Nico Rosberg destacou a temperatura de mais de 60ºC registrada no asfalto de Sepang.

"Temos pneus diferentes neste ano e supostamente eles sofrem um pouco menos que os do ano passado, mas não parece assim neste momento. De novo, tivemos temperaturas recordes aqui. Estava mais de 60ºC no asfalto, e você pode imaginar que nós estamos realmente sentados no chão e dá para sentir o asfalto através do chassi. Então os 60ºC vêm direto para o cockpit", relatou o alemão.

"Está extremamente quente no carro, quente demais, e não é uma boa sensação", acrescentou.

Rosberg, aliás, já revelou uma técnica que usa para evitar que o suor o atrapalhe: cola um absorvente na testa.

Nico Rosberg durante o segundo treino livre desta sexta-feira em Sepang (Foto: Getty Images)

Falando da parte mais técnica dos trabalhos desta sexta, o vice-campeão de 2014 mostrou certa preocupação com a confiabilidade do carro da Mercedes. Lewis Hamilton parou na pista ainda no TL1 e perdeu boa parte do TL2 para que a equipe pudesse detectar e consertar uma peça defeituosa no F1 W06 Hybrid.

"Tivemos problemas de confiabilidade hoje com o carro do Lewis, mas nenhum no meu até agora. Não é o ideal, com certeza. Eles vão ter que encontrar uma solução durante a noite, mas eu estou confiante. Estou bem e o ritmo é bom", disse. "Parece que a Ferrari está bem perto outra vez, então precisamos ficar de olho neles."

A respeito dos pneus, ele acredita que os compostos duros serão os melhores para a corrida, com os médios ainda como uma incógnita quanto à sua durabilidade.
As atividades da F1 na Malásia continuarão no sábado e terão acompanhamento AO VIVO e EM TEMPO REAL do GRANDE PÊMIO..
PRÉVIA DO GP DA MALÁSIA

Nada faz pensar que a Mercedes não vá repetir a dobradinha vista no GP da Austrália deste ano ou mesmo o resultado do GP da Malásia de 2014, e com Lewis Hamilton à frente de Nico Rosberg.

A briga pelo lugar que sobra do pódio fica entre Ferrari e Williams, com vantagem para Sebastian Vettel. Se a chuva vier, só assim, as coisas podem mudar na segunda etapa do campeonato em Sepang.

DONA SUTILEZA VEM JUNTO?

A Williams agora tem um piloto reserva, depois que viu a necessidade de contar com alguém na função. O alemão Adrian Sutil foi anunciado como o substituto imediato de Valtteri Bottas e Felipe Massa na equipe de Grove. Sutil está na F1 desde 2007, quando estreou pela equipe Spyker. Seguiu nela após a mudança de nome para Force India e defendeu a Sauber na temporada 2014, sendo dispensado para dar lugar a Felipe Nasr e Marcus Ericsson em 2015.

MADUROS, MAS COM
TESÃO DE JOVENS

Os dois já são veteranos. Um tem os primeiros fios grisalhos e outro passou dos 40. Mas os dois seguem firmes e fortes na Indy e usam a idade como um grande fator positivo. Helio Castroneves e Tony Kanaan prometem a mesma disposição dos tempos em que começaram na Indy para conquistarem o título da temporada 2015. E os dois estão nas duas melhores equipes possíveis: a Penske e a Ganassi, respectivamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube