F1

Rosberg devolve 0s5 de vantagem para Hamilton no segundo treino e fecha sexta-feira como mais rápido em Interlagos

Nico Rosberg devolveu praticamente na mesma moeda a vantagem imposta por Lewis Hamilton no primeiro treino livre do dia. Na sessão da tarde desta sexta-feira, o alemão anotou 1min12s385, a melhor volta de todo o dia em Interlagos. Sebastian Vettel confirmou a Ferrari como segunda força e fechou em terceiro. Felipe Massa terminou em décimo, três posições à frente de Felipe Nasr

Warm Up, de Interlagos / FERNANDO SILVA, de Interlagos
Se a manhã de sexta-feira (13) que abriu os trabalhos do fim de semana em Interlagos teve Lewis Hamilton como dono, a tarde foi toda de Nico Rosberg. O vice-campeão do mundo devolveu praticamente na mesma moeda os 0s5 de vantagem que seu companheiro de equipe lhe impôs no primeiro treino livre do GP do Brasil e fechou o dia como o mais rápido no circuito paulistano. Rosberg anotou 1min12s385 e mostrou que jamais pode ser descartado em Interlagos, onde venceu no ano passado.
Nico Rosberg devolveu na mesma moeda a vantagem imposta por Lewis Hamilton pela manhã em Interlagos (Foto: Getty Images)
Em alta depois da vitória no México, Nico liderou o pelotão que teve Hamilton em segundo lugar e Sebastian Vettel em terceiro, consolidando a Ferrari como a segunda força do fim de semana no Brasil. Mas o tempo estabelecido por Seb, 1min13s345, foi quase 1s mais lento em relação ao que Rosberg cravou, um abismo que evidencia toda a superioridade dos carros prateados não só em Interlagos, como na temporada como um todo, salvo poucas exceções. Kimi Räikkönen veio logo atrás, em quarto lugar.

A Red Bull novamente se colocou à frente da Williams, o que comprova um grande crescimento do time taurino nesta fase final da temporada. Usando a última especificação desenvolvida pela Renault, Daniel Ricciardo garantiu o quinto melhor tempo do dia, apenas 0s085 mais lento que Kimi. Contudo, a diferença para o sexto lugar, Valtteri Bottas, foi ainda menor, 0s018. O finlandês terminou em sexto lugar a segunda sessão.

Destaque para o sétimo lugar de Romain Grosjean, que fez seu primeiro treino no fim de semana, já que teve de ceder seu Lotus E23 para que o reserva (e titular no ano que vem) Jolyon Palmer ganhasse quilometragem. O franco-suíço terminou em sétimo, à frente de Nico Hülkenberg, que tratou de colocar a Force India no rol dos dez primeiros. Daniil Kvyat não conseguiu repetir a sexta colocação da manhã, mas terminou em nono, enquanto Felipe Massa, diante da torcida em casa, completou o top-10, três posições à frente do xará Felipe Nasr.

Saiba como foi o segundo treino livre do GP do Brasil de F1

Apesar da chuva leve que deu as caras no horário do almoço em Interlagos, a pista estava praticamente seca no início do segundo treino livre do GP do Brasil. Mas os pilotos logo deixaram os boxes para ganhar a maior quilometragem possível, já que a chance de chuva para a sessão era de 80%. 

E não havia mesmo tempo a perder. Romain Grosjean, inclusive, foi um dos pilotos que notou gotas de chuva na Curva do Lago. Assim, logo os pilotos registraram voltas cronometradas antes d'água ganhar de vez o circuito paulistano. Como aconteceu no treino da manhã, a Toro Rosso abriu a sessão na frente, com Max Verstappen marcando 1min15s410, seguido pelo parceiro Carlos Sainz Jr.
Alexander Rossi rodou no S do Senna no começo do treino livre 2 em Interlagos (Foto: Reprodução)
Como indicativo de que a pista estava mesmo úmida, Rossi acabou por cometer um erro e rodou no S do Senna. Entretanto, logo o norte-americano conseguiu retornar normalmente à sessão. Mas quem não errava conseguia melhorar bem suas marcas na sequência do treino em Interlagos.

Vettel chegou a ocupar a liderança do treino, mas apenas por alguns segundos. Isso porque, na sequência, Nico Rosberg cravou 1min13s793 e assumiu a ponta depois de dez minutos de sessão. Seb aparecia em segundo, enquanto Daniel Ricciardo fechava o top-5. Valtteri Bottas e Kimi Räikkönen completavam o rol dos cinco primeiros, mas o finlandês da Ferrari reclamava: "Não tenho nenhuma aderência nos meus pneus", disse.

Depois de uma sequência de voltas sem um tempo realmente competitivo, Hamilton registrou 1min13s947 e subiu para segundo. Mas o tricampeão estava ainda melhor no giro seguinte. Depois de marcar a melhor parcial nos dois primeiros setores, Lewis cravou 1min13s634 e assumiu a liderança no período da tarde, 0s159 à frente de Rosberg. Nico até melhorou segundos depois, mas não o bastante para retomar a primeira posição.

Antes do fim da primeira meia hora de sessão, as equipes começaram a liberar à pista os primeiros pilotos usando pneus macios. E quem marcou o primeiro tempo com os compostos amarelos foi Valtteri Bottas. Só que sua marca foi praticamente a mesma da Mercedes de Hamilton, apenas 0s029 mais rápido, o que lhe dava a liderança provisória da sessão.
Eterno calvário: motor Honda de Fernando Alonso quebra (de novo) em Interlagos (Foto: Reprodução)
Naturalmente, os tempos viriam a cair consideravelmente. Menos para Fernando Alonso, que reportava problemas de potência no motor Honda da sua McLaren ao parar na subida do Lago. Entretanto, a troca do motor não lhe acarretará punição, uma vez que o propulsor quebrado foi o mesmo usado no GP dos Estados Unidos.

Era a primeira bandeira vermelha do fim de semana. E, definitivamente, um calvário sem fim para o espanhol.
Síntese da derrota: Alonso sofre mais uma quebra na temporada. Que fase... (Foto: Reprodução/F1)
Sem o desolado Alonso, o treino foi retomado dez minutos depois. A pista continuava seca, mas nuvens escuras rondavam a região do autódromo de Interlagos. Até mesmo por isso, vários carros se apressaram em deixar os boxes, todos eles calçados com pneus macios.

Foi aí que Rosberg destruiu o tempo de Bottas e anotou a então melhor marca do fim de semana: 1min12s385. Hamilton, em sua primeira volta rápida com os pneus amarelos, não chegou nem perto do companheiro de equipe e virou quase 0s5 mais lento. As Ferrari vinham na sequência, com Vettel em terceiro e Kimi Räikkönen em quarto, enquanto Daniel Ricciardo fechava o rol dos cinco mais rápidos. E o mais veloz era Rosberg, que tinha aferido 335,6 km/h como maior velocidade final no fim da reta oposta.

Com 40 minutos para o fim do treino, alguns pilotos voltaram à pista usando pneus médios, como Nasr, para a execução de long-runs. Na verdade, a metade final da sessão foi em boa parte destinada a simulação de corrida com os dois pilotos de pneus. Os trabalhos seguiam de acordo com o planejado pelas equipes, que conseguiam cumprir com o programa planejado para a sexta-feira sem sobressaltos.

Na fase final do treino, Rosberg acabou cometendo um erro na saída da Junção e teve de fazer um passeio pela grama até voltar à pista em Interlagos. O alemão vinha de um stint de 19 voltas usando os pneus macios, que já estavam bastante deteriorados ao fim do long-run. Vettel, por sua vez, também completou um stint considerável com os macios: foram 17 giros.

Timidamente, uma garoa marota apareceu na fase final do treino em Interlagos, mas nada que atrapalhasse diretamente a programação de pilotos e equipes em Interlagos. No fim das contas, nada mudou em termos de resultados. Assim, Nico Rosberg consolidou a supremacia da Mercedes com a melhor marca do dia, indicando que reúne grandes chances de vencer novamente GP do Brasil.

F1, GP do Brasil, Interlagos, TL2:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:12.385   42
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:12.843 +0.458 39
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:13.345 +0.960 41
4 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:13.500 +1.115 43
5 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:13.585 +1.200 39
6 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:13.603 +1.218 37
7 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:13.634 +1.249 45
8 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:13.710 +1.325 43
9 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:13.848 +1.463 39
10 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:13.870 +1.485 42
11 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:14.056 +1.671 34
12 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:14.124 +1.739 42
13 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:14.134 +1.749 44
14 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:14.226 +1.841 35
15 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:14.326 +1.941 45
16 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:14.644 +2.259 36
17 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:14.772 +2.387 38
18 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:15.129 +2.744 10
19 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:16.501 +4.116 35
20 53 ALEXANDER ROSSI EUA MANOR MARUSSIA FERRARI 1:16.787 +4.402 35
    TEMPO 107% TL3   1:17.452 +5.067  

 

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:...

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015
PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ