Rosberg lamenta revés no Canadá, espera reação em Baku e avisa: “Estou na luta pelo título para vencer”

Nico Rosberg não vence desde 1º de maio, quando triunfou no GP da Rússia. Na Espanha, foi acertado por Lewis Hamilton, enquanto teve desempenho abaixo da média tanto em Mônaco como no Canadá. No Azerbaijão, o alemão finalmente espera dar a volta por cima e encontrar a boa forma que marcou o início da sua temporada

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Nico Rosberg teve pouco tempo para descansar e digerir mais um desempenho abaixo da média na temporada. O quinto lugar no GP do Canadá, no último domingo (12), combinado com a grande vitória do rival Lewis Hamilton, fez diminuir a vantagem do alemão para o tricampeão do mundo para apenas nove pontos. A diferença chegou a ser de 43 após o GP da Rússia, último triunfo de Rosberg, logrado em 1º de maio.

 
Desde então, Nico sequer figurou no pódio. Na Espanha, foi acertado por Hamilton na primeira volta da corrida. Duas semanas depois, sofreu com a chuva em Mônaco e não passou de um sétimo lugar. Já no GP do Canadá, após levar a pior numa disputa com companheiro de Mercedes nas primeiras curvas da corrida, teve de fazer uma corrida de recuperação, mas só ficou em quinto. Portanto, Rosberg sabe que precisa de uma reação imediata no GP da Europa, em Baku, no Azerbaijão, neste fim de semana.
 
Mas mesmo vendo a diferença cair de forma tão brusca em um intervalo de um mês e meio, Rosberg avisa que vai lutar pelo título até o fim.
Diante do crescimento de Hamilton, Rosberg só quer saber de reagir em Baku (Foto: Getty Images)
“Infelizmente, o Canadá não foi como havíamos planejado. Mas as coisas são assim quando você vai ao limite e não vou mudar meu foco. Estou na luta pelo título para vencer, não para ser segundo”, declarou o alemão.
 
Depois de ficar dois dias em casa, Rosberg vai seguir para o mais novo destino da F1. Quanto ao fim de semana do GP da Europa, Nico preferiu não traçar prognósticos antes de acelerar em Baku, mas espera ver Ferrari e Red Bull mais uma vez próximas da Mercedes.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Vamos agora para Baku, que vai ser um grande desafio. É um traçado completamente novo e urbano, o que o torna ainda mais difícil. Trabalhei muito no simulador, claro, para saber o que esperar e aprender a pista”, disse.

 
“A Ferrari e a Red Bull estão muito próximas do nosso ritmo, de modo que qualquer diferença que pudermos encontrar no fim de semana vai ser importante. Estou ansioso para chegar lá, conhecer a pista, uma nova cidade e, tomara, volte a estar no topo depois de algumas corridas difíceis”, finalizou.
 
PADDOCK GP #33 ANALISA GP DO CANADÁ E FAZ PRÉVIA DO GP DA EUROPA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube