Rosberg lidera terceiro treino livre interrompido por forte acidente de Sainz no circuito do Parque Olímpico de Sóchi

Nico Rosberg liderou a única sessão realizada totalmente com pista seca neste fim de semana na Rússia. O alemão se colocou à frente de Valtteri Bottas. Mas a sessão foi encerrada prematuramente em virtude de um forte acidente sofrido por Carlos Sainz Jr.

O terceiro treino livre do GP da Rússia foi marcado por um grande susto que acabou por encerrar prematuramente a sessão em Sóchi neste sábado. Quando restavam 25 minutos para o término da prática, Carlos Sainz Jr. bateu muito forte sua Toro Rosso na barreira de proteção na saída da curva 13, depois da reta oposta do circuito do Parque Olímpico. Desta forma, a direção de prova optou por encerrar prematuramente o treino, que teve como líder na manhã deste sábado (10) o alemão Nico Rosberg, da Mercedes.

Contudo, a grande preocupação era com o estado de saúde de Carlos. Mas depois de muitos momentos de tensão, Sainz foi removido ao hospital e, nas imagens disponibilizadas pelas câmeras da FOM, o espanhol acenou, garantindo que estava bem depois do grande susto sofrido nesta manhã.

Em seguida, a FIA confirmou que Sainz passa bem após o fortíssimo acidente. Embora ainda não tenham sido emitidas informações sobre eventuais fraturas, a entidade informou que o estado de saúde geral do espanhol é bom. Um porta-voz da entidade declarou: "O piloto está consciente. Ele está Ok. Ele conversou com os médicos e aparentemente passa bem. Agora, vamos ver o que acontece. Mas ele está consciente, conversando e até tentou retirar sozinho o capacete."

E o chefe de equipe da Toro Rosso, Franz Tost, também falou sobre o estado de saúde de Carlos: "Ele está consciente. E está com os médicos agora. Vamos ver se vai conseguir disputar o restante do fim de semana", afirmou o dirigente austríaco.

Para a maioria dos pilotos, além da preocupação com o estado de saúde de Sainz, outro ponto preocupante era com o fato de que nenhum dos três treinos em Sóchi foi realizado do início ao fim em condições normais. Assim, ninguém conseguiu completar o programa completo estabelecido pelas equipes. Portanto, boa parte dos competidores vai para a classificação e, também, para a corrida, completamente 'no escuro' quanto ao acerto dos carros e a comparação de desempenho entre os pneus macios e médios.

Carlos Sainz bateu muito forte na barreira de proteção localizada na curva 13 em Sóchi (Foto: Reprodução)

Confira como foi o terceiro treino livre do GP da Rússia de F1

A expectativa para o último treino livre antes da classificação do GP da Rússia era de muita movimentação desde o início. Uma vez que pilotos e equipes tiveram pouquíssimo tempo de pista nos dois treinos de sexta-feira, então era certo que o sábado seria de simulações em stints curtos e longos — short e long runs — trabalho no acerto dos carros e comparação entre os pneus macios e supermacios no asfalto peculiar do Parque Olímpico de Sóchi.

Sem diesel e sem chuva na pista, finalmente os pilotos tiveram condições mais amigáveis para testarem seus carros. Porém, o escasso tempo de apenas uma hora forçava ao máximo o trabalho das equipes em busca de informações preciosas tanto para a classificação, mas também para a corrida.

O primeiro a deixar os boxes tão logo a luz verde abriu oficialmente o terceiro treino livre foi o piloto da casa, Daniil Kvyat. O russo da Red Bull foi seguido por vários outros competidores que lotaram o pit-lane para a realização de testes de largada antes da saída para a pista. 

Em busca do tempo perdido, Kvyat foi o primeiro a abrir volta rápida, mas enfrentou um tráfego intenso no circuito do Parque Olímpico, já que eram muitos os carros à sua frente. Já com os pneus supermacios, o jovem talento da Red Bull anotou 1min46s856, marca que foi batida em seguida, por apenas 0s003, por Marcus Ericsson, da Sauber. Era apenas o começo da sessão, e muito ainda estava por acontecer.

Com menos de dez minutos de sessão, 18 pilotos já haviam registrado volta, sendo que Valtteri Bottas era o mais rápido, com 1min42s829, registrado com pneus macios. A título de comparação, somente oito competidores se arriscaram diante do asfalto molhado de Sóchi na tarde de sexta-feira. No sábado, no entanto, a pista estava com pouca aderência, justamente em razão do alto volume de água e da baixa quantidade de borracha deixada pelos carros no dia anterior.

Em seguida, Bottas melhorou seu tempo e cravou 1min41s786. Na volta seguinte, o finlandês reduziu ainda mais: 1min40s884. Os carros da Mercedes vinham bem atrás. Hamilton marcou tempo 2s5 mais lento em relação ao piloto da Williams. Mas, em que pese o bom desempenho de Valtteri em Sóchi, isso talvez não fosse muito representativo, já que as equipes tinham programas bem diferentes para último treino livre antes da classificação na Rússia.

Vettel foi um dos últimos carros a marcar tempo neste sábado em Sóchi (Foto: Ferrari/Twitter)

Curiosamente, apenas os carros da Ferrari ainda não tinham marcado tempo nos 13 minutos iniciais de treino em Sóchi. Kimi Räikkönen foi o primeiro dos carros de Maranello a deixar os boxes, quase com um quarto de sessão, logo seguido por Sebastian Vettel. Kimi, com pneus supermacios, enquanto o tetracampeão do mundo fez seu primeiro stint com os macios.

Massa conseguiu marcar o segundo tempo provisório, 0s355 atrás de Bottas depois de sete voltas em Sóchi. Mas o brasileiro reclamou pelo rádio da sua equipe de um problema de oscilação durante a mudança de marchas, chegou a recolher aos boxes, mas depois retornou para cumprir seu programa de pista.

Perto do fim da primeira metade da sessão, Bottas calçou sua Williams FW37 com pneus supermacios e conseguiu melhorar um pouco sua marca ao anotar 1min40s275. Valtteri seguia na ponta, à frente de Massa, Räikkönen, Vettel e Romain Grosjean fechando o top-5. Lewis Hamilton aparecia apenas em sétimo, enquanto Rosberg apontava em nono lugar. Até que Felipe Nasr pulou de 14º para terceiro, ficando a 0s954 atrás da Williams de Bottas. 

Até que a realidade veio à tona novamente na F1. Rosberg colocou a Mercedes na ponta do treino. Com pneus supermacios, o alemão cravou 1min38s941, enfiando 1s3 no tempo estabelecido por Bottas. Em seguida, o finlandês até melhorou sua marca em 1s, mas permaneceu atrás da Mercedes. Massa vinha em terceiro, 2s031 atrás de Rosberg, enquanto Jenson Button surpreendia com a McLaren. Com pneus supermacios, o campeão do mundo em 2009 estava em quarto.

Na sequência, Rosberg conseguiu evoluir um pouco mais com seu tempo ao registrar 1min38s561, abrindo uma boa frente na liderança do treino. Hamilton, por sua vez, avançou para terceiro lugar, mas com uma marca 0s8 inferior ao do companheiro de equipe de Mercedes. Até que a bandeira vermelha foi acionada em Sóchi restando 25 minutos de sessão. Acidente forte com Carlos Sainz, que passou reto e chocou sua Toro Rosso no softw-wall.

Carlos Sainz é retirado de maca do local da batida na curva 13 da pista de Sochi (Foto: Reprodução/Twitter)

Depois de ser atendido pela equipe médica, Sainz foi levado ao hospital para fazer checagens, mas estava consciente e conversando com os médicos. Entretanto, a direção de prova optou por encerrar o terceiro treino em Sóchi, colocando Rosberg na frente do último treino antes da classificação do GP da Rússia.

F1, GP da Rússia, Sóchi, treino livre 3:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:38.561   15
2 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:39.287 +0.726 17
3 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:39.363 +0.802 13
4 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:39.616 +1.055 14
5 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:39.875 +1.314 14
6 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:39.917 +1.356 14
7 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:40.581 +2.020 12
8 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:40.767 +2.206 13
9 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:41.200 +2.639 11
10 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:41.229 +2.668 14
11 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:41.358 +2.797 15
12 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:42.297 +3.736 11
13 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:42.371 +3.810 14
14 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:42.450 +3.889 14
15 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:42.683 +4.122 19
16 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:42.686 +4.125 11
17 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:43.089 +4.528 16
18 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:43.347 +4.786 14
19 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI 1:46.767 +8.206 19
20 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:47.249 +8.688 18
    TEMPO 107% TL3   1:45.460 +6.899  
               
RECORDE LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:38.338 11/10/2014  
MELHOR VOLTA VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:40.896 12/10/2014  
               
    Condições do tempo   SOL ENTRE NUVENS ar: 16ºC | pista: 21-26ºC  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube