Rosberg reage a críticas de Verstappen e diz que vai “mudar tom” em análises

O tom crítico de Nico Rosberg em análises de Fórmula 1 gerou mal-estar com Max Verstappen e levou a uma reflexão. O alemão recordou que não recebia bem críticas de quem vinha de fora, então vai evitar replicá-las

Nico Rosberg ouviu comentários ácidos de Max Verstappen, que o definiu como um “novo Jacques Villeneuve” por conta de críticas recorrentes ao grid atual da Fórmula 1. A situação fez Rosberg mudar de postura: o campeão de 2016 acredita que é hora de adotar nova postura e pegar menos pesado com os antigos colegas.
 
“Uma das coisas que eu mais odiava quando ainda pilotava era ouvir de jornalistas sobre as críticas de pilotos antigos”, recordou Rosberg, falando em seu canal no YouTube. “No meu caso, era frequentemente o David Coulthard. Isso me deixava louco, era realmente terrível. Eu gosto de fazer essas análises, mas ao mesmo tempo em que tenho muito respeito pelos pilotos”, seguiu.
Nico Rosberg (Foto: Reprodução)

“Como eu disse, eu sempre odiei enfrentar as críticas de pilotos antigos, então eu preciso mudar algo. Não quero que meus antigos colegas, pelos quais eu tenho grande respeito, ouçam esse tipo de comentário da minha parte. É por isso que eu vou mudar um pouco meu tom”, destacou.

 
Verstappen não economizou ao retrucar Rosberg. O alemão havia dito que o holandês havia voltado a ser “o antigo Max” ao ser “agressivo demais” na largada do GP da Bélgica. O piloto da Red Bull reagiu apontando que o ex-Mercedes “não tem carisma” e poderia ter mais dinheiro se “pilotasse melhor”, ao invés de abrir um canal no YouTube.
 
Lewis Hamilton, antigo rival de Rosberg, logo embarcou na treta. O britânico postou um story no Instagram dizendo que os comentários de Verstappen o fizeram “morrer de rir”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube