Rosberg reclama de fim de semana em que “tudo deu errado”, mas se recusa a jogar a toalha: “Vou continuar lutando”

Nico Rosberg não escondeu a decepção com o abandono neste domingo (6) no GP da Itália, em Monza. E disse que “tudo deu errado no fim de semana”, a começar por um problema com o chassi de seu Mercedes. Agora, mesmo longe de Hamilton na classificação, o alemão insistiu que não vai desistir da luta pelo título

Nico Rosberg garantiu que tinha ritmo suficiente para executar uma "boa ultrapassagem" em cima de Sebastian Vettel e cruzar a linha de chegada em Monza na segunda posição neste domingo (6). Só que o alemão acabou traído pelo motor da Mercedes, que explodiu a duas voltas do fim da prova italiana. A unidade usada pelo piloto do carro #6 já tinha seis etapas de quilometragem. Rosberg teve de lançar mão do motor mais antigo depois que o propulsor novo, o terceiro do ano, apresentou problemas depois do TL3 no sábado.

Agora, o filho de Keke está a 53 pontos do líder, Lewis Hamilton, que venceu o GP da Itália. Falando à emissora inglesa 'Sky Sports', o piloto não escondeu a decepção com o abandono. "É muito, muito decepcionante, com certeza", falou o alemão.

Motor de Rosberg estourou pouco antes do final (Foto: AP)

"Tudo neste fim de semana deu errado, foi muita falta de sorte. Tantas coisas, e não foi nem o problema com o motor, também teve uma questão de chassi, que nos forçou a mudar o motor. E depois vê-lo explodir a duas voltas no final… É muito decepcionante", completou o piloto.

"Estava alcançado Vettel, porque finalmente os freios esfriaram o suficiente para atacar. Eu ainda tinha alguma força com as baterias, mas naquele momento o motor explodiu. O fato é que demos um grande passo na direção errada. E bem quando eu precisava marcar bons pontos. Essa foi a maior perda que tive na temporada. É muito difícil", acrescentou Nico, que se recusou a jogar a toalha.

"Vamos continuar lutando e não vou desistir. Vou permanecer na briga e vou tentar vencer as próximas corridas", encerrou o vice-líder do Mundial.

Assim como Hamilton, Rosberg também está sob investigação dos comissários da corrida italiana por violação das recomendações de segurança da Pirelli por conta da pressão dos pneus.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube