Rosberg se vale das paradas nos boxes para assumir liderança e vencer na Áustria. Massa fica só em 4º

A esperança de ver Felipe Massa disputando a ponta e a vitória na Áustria durou um primeiro trecho de corrida. Uma parada ruim da Williams num momento ruim derrubaram o brasileiro para a quarta posição, e de lá o brasileiro não mais saiu. Foram nas paradas de boxes que a Mercedes superou a Williams, e como largou à frente, Nico Rosberg se beneficiou e foi o vencedor da prova deste domingo (22). Lewis Hamilton e Valtteri Bottas completaram o pódio

A cobertura completa do GP da Áustria no GRANDE PRÊMIO
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens deste domingo de F1 na Áustria

Era previsto que, em algum momento da prova, as Mercedes mostrariam o que têm de melhor neste ano e aparecessem em primeiro e segundo, mesmo com o desempenho espantoso da Williams. Até que demorou para isso acontecer: as duas paradas nos pits. Só então que Nico Rosberg e Lewis Hamilton tiveram vida livre para completar a dobradinha na Áustria, e nesta ordem. 

E Massa? Bem, Massa largou bem, completou a primeira volta em primeiro e liderava a corrida diante de Valtteri Bottas até a primeira parada. Daí, dois erros — mas da Williams: primeiro, ter esperado que a Mercedes fizesse sua parada antes; segundo, ter demorado um tanto a mais que os rivais no trabalho dos mecânicos em si. Já de cara, Felipe apareceu em quarto após a primeira troca de pneus. Lá ficou até o resto da prova, até distante de seu companheiro.

Assim, foi Bottas o piloto a completar o pódio em Spielberg.

Outra vitória de Rosberg na temporada (Foto: Getty Images)
Confira como foi o GP da Áustria de F1 neste domingo

A primeira corrida na Áustria depois de 11 anos não viu maiores incidentes na volta que abriu os trabalhos no remodelado Red Bull Ring. Como manda a tradição, o pole Felipe Massa soube usar bem a vantagem da posição de honra e contornou a primeira curva depois do subidão na ponta, trazendo consigo Nico Rosberg, que supera momentaneamente Valtteri Bottas — o finlandês tomaria na sequência a segunda posição de volta na curva 2.

Na largada, Massa foi bem e se manteve na ponta (Foto: Getty Images)

Fernando Alonso também manteve a quarta colocação, enquanto Lewis Hamilton já surgia muito forte quinto. Usando uma linha pouco comum, o campeão de 2008 foi capaz de passar dois carros na curva 1 e se colocou logo atrás de Alonso. O inglês também não demorou em agir com o espanhol e faturou a quarta posição antes mesmo de fechar o segundo giro. A ordem atrás do piloto da Ferrari, então, era Kevin Magnussen, Kimi Räikkönen, Nico Hülkenberg, Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo.

Hamilton pulou rapidamente para quinto e, depois, quarto após a largada (Foto: Getty Images)

A volta 2, aliás, acompanhou mais um drama para Sebastian Vettel em 2014. O alemão, que vinha apenas em 12º, se viu lento na pista. Pediu ajuda pelo rádio, caiu lá para trás, chegou a parar na pista, mas… De repente, “sem nenhuma razão aparente”, voltou a andar rápido. A equipe apenas respondeu: “Vá correr, então”. E assim foi. Tudo isso com três voltas.

Enquanto o tetracampeão tentava se livrar da zica que insistentemente o persegue neste ano, Massa lutava para abrir mais de 1s de vantagem para Bottas, que já tinha um Rosberg bem próximo. Mais atrás, Romain Grosjean era o primeiro a parar para troca dos pneus vermelhos pelos amarelos. Isso no giro 4.

Um pouco mais atrás, quando a asa traseira móvel já estava liberada, Jean-Éric Vergne passou Adrian Sutil, para assumir o 13º posto, enquanto Sergio Pérez vinha pouco à frente dos dois em 11º, depois de largar de 15º. Ricciardo, por outro lado, caía para décimo após sair em quinto.

Na ponta, Massa seguia entre 0s8 e 0s9 à frente de Bottas, que sustentava quase a mesma diferença para Rosberg. Hamilton também  vinha grudado no companheiro de equipe. Aí, na volta 9, Vergne foi aos boxes e saiu com os médios, assim como Hülkbenberg. Magnussen, Kvyat e Ricciardo.

Três giros mais tarde, foi a vez de Rosberg visitar os pits. A rápida parada devolveu o alemão calçado com os pneus de risca amarela. Massa, Bottas e Hamilton permaneceram mais duas voltas. Do trio, Hamilton foi o primeiro a parar, aí veio Massa uma passagem depois e, em seguida, Bottas. Todos retornaram com compostos médios.

Durante a janela de pits dos ponteiros, Pérez surgiu na ponta, ainda carente de parada. Rosberg, então, fez valer a parada antecipada em relação aos rivais diretos e se viu em segundo, à frente de Bottas, Massa e Hamilton. O inglês logo passaria o brasileiro, para assumir a quarta colocação. Um mais atrás, Alonso aparecia em sexto, à frente de Magnussen, Hülkenberg, Ricciardo e Raikkonen. Aí uma série de pequenos incidentes: Esteban Gutiérrez, que se atrapalhou todo no pit-stop, foi punido com stop & go, pela saída ainda mais atrapalhada dos pits.  Quase que ao mesmo tempo, Kvyat escapou da pista e, pelo rádio, justificou: ficara sem freios. Vettel finalmente ia aos boxes.


Saiu o pacote de viagem do GRANDE PRÊMIO para a corrida decisiva da temporada.
Clique e consulte as vantagens

Lá na frente, Rosberg já perdia a paciência de ficar atrás de Pérez e deixava o mexicano para trás. E logo pararia na volta 30. Aí Bottas foi para cima de Rosberg, trazendo junto Hamilton. Massa acompanhava a 2s4 a briga do trio, enquanto a Williams lhe pedia para tentar se aproximar. Neste momento, perto da volta 35, Nico já não tinha mais o mesmo ritmo de antes. E ainda cometeu um erro na curva 1, permitindo ainda mais a aproximação do finlandês da Williams.

Aí a TV buscou duas imagens curiosas. A primeira foi protagonizada por Vettel (ainda zicado) e Gutiérrez. O alemão perdera parte da asa em um toque com o mexicano, depois de uma dividida na curva 5. Seb chegou a parar nos boxes para trocar o bico, voltou à pista, mas começou a enfrentar novos problemas. O incidente foi parar na sala dos comissários, enquanto o tetracampeão foi aos pits uma vez mais. Mas aí já era fim de prova para ele. O dano na batida com Gutiérrez foi grande demais para continuar.

Na pista, Rosberg tentava se livrar de Bottas, enquanto Hamilton observava ambos. Até que chegou a nova janela de pits, por volta do giro 40. Nico foi o primeiro a entrar, depois vieram Hamilton e Bottas. Massa foi o último, o que deixou Alonso na liderança momentaneamente. Depois das paradas dos ponteiros, a ordem real ficou sendo: Rosberg, Hamilton, Bottas, Pérez (que vinha em estratégia diferente), Massa, Alonso, Button, Magnussen, Hülkenberg e Ricciardo.

Enquanto a Mercedes alertava os pilotos de possíveis problemas de freios, Pérez finalmente voltava aos boxes. Isso na volta 55. O mexicano retornou à pista na oitava colocação, calçado com os pneus supermacios agora.

Com 20 voltas para o fim, Rosberg tentava manter Hamilton a uma distância segura, enquanto Bottas vinha 5s6 atrás. Massa era quarto, à frente de Alonso, Pérez e Hülkenberg. Ricciardo era o nono e travava uma dura briga com Räikkönen, o décimo. Aí Vergne deixou a prova e colocou o seu junto ao de Kvyat e Vettel como abandonos do GP da Áustria de 2014.

Na ponta, com pouco mais de cinco voltas para o fim, Rosberg já sentia a sensível aproximação de Hamilton, que vinha 1s3 atrás. Bottas e Massa pareciam estagnados em terceiro e quarto, enquanto Alonso tentava se tirar diferença para o brasileiro. Mais atrás, Pérez vinha escalando o pelotão e já era o sexto, depois de ter superado em uma bela manobra o dinamarquês Magnussen. Ricciardo, Hülkenberg e Kimi completavam o top-10, nesta ordem.

No final, nada mudou, e Rosberg fez valer o carro mais rápido que bradou durante todo o fim de semana austríaco, vencendo na Áustria e ampliando a vantagem para Hamilton na classificação geral em 29 pontos. Valtteri Bottas garantiu o pódio do terceiro lugar. A Felipe Massa coube o quarto posto, à frente de Fernando Alonso.

A próxima etapa da F1 acontece daqui a duas semanas, em Silverstone, na Inglaterra.

(Foto: Getty Images)

F1, GP da Áustria, Spielberg, final:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:27:54.976 71 voltas
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES +1.932  
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES +8.172  
4 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES +17.358  
5 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI +18.553  
6 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES +28.546  
7 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES +32.031  
8 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT +43.522  
9 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES +44.137  
10 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI +47.777  
11 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES +50.966  
12 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT +1 volta  
13 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI +1 volta  
14 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT +1 volta  
15 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI +2 voltas  
16 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT +2 voltas  
17 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI +2 voltas  
18 9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT +2 voltas  
19 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI +2 voltas  
  25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT +12 voltas NC
  1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT +37 voltas NC
  26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT +47 voltas NC
               
MELHOR VOLTA SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:12.142 volta 59
               
RECORDE RUBENS BARRICHELLO BRA FERRARI F2003 1:08.082 11/05/2002
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI F2003-GA 1:08.337 18/05/2003

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar