Russell “aposta a casa” que Williams vai evitar erros de 2019 no ano que vem

George Russell está bastante confiante que a Williams dará a volta por cima e será competitiva na temporada 2020. O inglês disse que apostaria a casa dele nisso, inclusive

George Russell está bastante confiante que a Williams dará um salto de qualidade na temporada 2020. Muito confiante mesmo, uma vez que apostou até a casa onde mora como garantia. Segundo o jovem inglês, esse é o nível de otimismo no time que defende em seu ano de estreia na Fórmula 1 e que vive a pior temporada de toda a sua história. 
 
Pronto para o ano que vem, afirmou que confia totalmente que a Williams irá participar de toda a pré-temporada e que será competitiva. Para ele, o time inglês está numa trajetória positiva após uma primeira parte desastrosa da temporada.
 
"Estou 100% certo de que não iremos cometer ano que vem os mesmos erros de 2019. Posso apostar minha casa de que teremos um carro desde o primeiro dia da pré-temporada do ano que vem, e tenho certeza de que seremos mais competitivos", afirmou.
 
"Estamos numa trajetória muito boa no momento. Obviamente é sempre mais fácil crescer quando vocês está partindo do ponto mais baixo, mas os sinais são bons e de que estamos no caminho certo. Esse ano nos deu a possibilidade de explorar mais setups, alguns itens mais extremos e como preparamos os pneus", contou.
George Russell (Foto: Williams)
Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

O ano terrível e na rabeira do pelotão permitiu que a Williams testasse diferentes ajustes e estilos bastante agressivos, algo que dificilmente faria caso estivesse brigando por pontos.
 
"Se você está lutando no pelotão intermediário, provavelmente ficaria mais relutante em tentar algo drástico, porque todos os fins de semana representam possibilidade de pontos. Mas nós sabemos onde vamos estar, o que dá a oportunidade de aprender algumas coisas ou tentar criar o melhor carro em termos mecânicos", comentou.
 
Foi a oportunidade forçada para que a Williams reorganizar a casa e esquecer de vez os bons anos no começo da era V6 turbo. 
 
"Ter este grande reinício é um benefício para o pessoal da fábrica acertar coisas que não estavam corretas. A equipe definitivamente teve carros rápidos em 2014, 2015 e 2016, mas certamente alguns problemas passaram despercebidos pelo fato do carro ser tão rápido. e o motor tão potente. Tudo vem de uma vez quando você começa a avaliar os detalhes numa situação como essa", finalizou.
 
O Mundial segue na próxima semana, em Suzuka, com o GP do Japão.


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube