Russell diz que está mais rápido no simulador da Williams após sucesso no eSports

George Russell voltou ao simulador profissional da Williams e teve grata surpresa. O britânico está mais rápido agora, depois de tanto praticar eSports em casa, do que antes da pandemia

George Russell foi o homem a ser batido no campeonato de eSports da Fórmula 1, onde foi campeão com sobras em disputa com outros pilotos profissionais. O certame virtual foi uma forma de seguir entretido durante a pandemia, mas com consequências na vida real: o britânico revelou que está mais rápido agora do que antes no simulador profissional da Williams, utilizado para avaliar acertos e atualizações para o FW43.

“Houve uma descoberta muito interessante para mim. Eu fui ao simulador pela primeira vez na Williams, primeira vez desde antes do GP da Austrália”, contou Russell, entrevistado pelo site The Race. “Depois de Barcelona [pré-temporada], eu fiz um trabalho de correlação para garantir que o carro teria a mesma sensação que eu tive nos testes. Agora, quando voltei, falei pro meu engenheiro que queria usar o mesmo acerto, a mesma base para saber qual é o meu nível atual na comparação com antes da paralisação, considerando tudo que eu corri de eSports”, seguiu.

George Russell se tornou um piloto de simulador melhor na pandemia (Foto: Williams)

“Eu voltei e nas minhas primeiras duas voltas eu estava alguns segundos mais lentos, mas depois de 14 voltas eu estava até mais rápido do que antes da Austrália, com o mesmo acerto. Fiquei chocado. Quando consegui meu ritmo, foi incrível. Fiquei pensando que isso é em parte por usar tanto meu simulador em casa. Manter o corpo em forma, a mente em forma. No fim das contas, ainda é uma pilotagem. Você ainda tenta frear tarde, ainda carrega velocidade nas curvas, ainda acelera cedo. Tudo isso é a base para correr e ser rápido”, destacou.

O simulador ainda é uma novidade relativamente recente na F1. A possibilidade de realizar testes virtuais dentro da fábrica se tornou popular somente ao longo da última década, já que testes privados foram banidos como medida para controlar custos. A geração de George Russell, incluindo pilotos como Charles Leclerc, Max Verstappen e Lando Norris, é a primeira a crescer já com a tecnologia disponível.

Depois do sucesso virtual e da evolução no simulador, Russell foca agora no automobilismo real. A F1 finalmente começa a temporada 2020 em 5 de julho, data do GP da Áustria. A corrida acontece com portões fechados.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube