F1

Russell fecha dia de teste em Abu Dhabi com “muita confiança” na Williams: “Senti que podia ir ao limite”

George Russell não precisou de muito tempo para se sentir confortável no carro da Williams. O britânico, novo titular da equipe, participou dos testes coletivos da F1 em Abu Dhabi para adiantar a preparação com a temporada 2019 em vista
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 George Russell (Foto: Williams F1)
Contratação para a temporada 2019, George Russell ficou otimista após o primeiro dia de pista com a Williams. O britânico andou na manhã desta terça-feira (27) em Abu Dhabi nos testes pós-temporada e não tardou a se sentir confortável com um carro que já traz confiança.
 
Russell terminou a manhã com o sexto melhor tempo, 2s2 atrás de Valtteri Bottas, então líder. O britânico não se importou tanto com o cronômetro, e sim com a chance de adequar o carro ao seu gosto.
 
“As sensações são muito positivas, para ser sincero”, disse Russell. “A equipe funciona de forma muito parecida com a da Mercedes e da Force India [onde Russell já testou]. Sabia o que devia esperar e tudo foi como imaginava. Tive algum problema de acerto depois das primeiras voltas, mas tentamos algumas mudanças e eu me senti com muita confiança no carro quando resolvemos. Senti que podia ir além e explorar o limite, e é muito importante para o piloto ter essa confiança no carro”, continuou.
George Russell, já atuando como titular da Williams (Foto: Williams F1)
“Foi uma manhã muito importante para mim por ser a primeira manhã com a Williams. Cumprimos o cronograma como previsto, sem qualquer problema, e agora temos muitas informações”, seguiu.
 
O teste tem como foco principal os pneus – a Pirelli disponibilizou os compostos de 2019 para que equipes possam observar diferenças em relação aos de 2018. No caso de Russell, é um pouco diferente: o tempo de pista em Abu Dhabi é a chance de aparar arestas antes da pré-temporada.
 
“Foi muito importante ir aos GPs com a Williams para conhecer todo mundo. Me sinto mais confortável para dividir minhas impressões, somos uma equipe. Sinto como se já estivéssemos trabalhando juntos a muito tempo. A diferença é que agora eu posso dizer mais coisas sobre o que eu gostaria de ter na próxima temporada. Quando testei com Mercedes e Force India, era só para testar coisas para a equipe. É importante para mim agora entender coisas como o assento e o volante”, encerrou.
 
Russell forma dupla com Robert Kubica em 2019. Os dois chegam para substituir Lance Stroll – de saída para a Force India – e Sergey Sirotkin – demitido.