Russell vê Latifi já experiente e espera “batalha” para ter vantagem na Williams

George Russell sobrou contra Robert Kubica em 2019, mas talvez seja cedo demais para esperar o mesmo contra Nicholas Latifi em 2020. O britânico vê o canadense como um dos estreantes melhor preparados da história após tantos testes

Nicholas Latifi faz sua temporada de estreia na Fórmula 1 em 2020, mas isso não significa necessariamente falta de experiência. O canadense de 24 anos vem de quatro anos na Fórmula 2 e um total de 11 treinos livres. Isso tudo é motivo mais do que suficiente para George Russell ficar de olho no novo companheiro de equipe, que pode ser um osso duro de roer na briga para ser o líder dentro da Williams.
 
“Ele já pilotou pela Force India, pela Williams, pela Mercedes, pela Renault”, disse Russell durante entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Ele está testando na F1 há três ou quatro anos. No papel ele é um estreante, mas a realidade é que ele não é. Ele é o estreante melhor preparado, talvez de todos os tempos. Ele definitivamente vai ser duro de superar, então fico pronto para o desafio e ansioso para a batalha”, seguiu.
George Russell vê um desafio dos grandes contra Nicholas Latifi (Foto: Williams)

Russell vem de um 2019 em que sobrou contra Robert Kubica. O britânico superou o polonês em todos os treinos classificatórios do ano e só não levou a melhor em duas de 21 corridas. Mesmo que Robert tenha somado o único ponto da Williams na temporada, foi George quem segurou as rédeas. Para 2020, entretanto, isso já não parece importar mais.

 
“Isso [2019] está no passado. Você vai em frente e só é tão bom quanto na sua última corrida. Então isso [2020] é um recomeço. Vejo o Nicholas como um piloto definitivamente muito subestimado e incrivelmente preparado. Ele vai me manter no fio da navalha e eu vou precisar puxar fundo”, encerrou.
 
Russell e Latifi formam uma dupla que tem a dura missão de ajudar a Williams a renascer. A equipe foi com sobras a pior de 2019, ficando em último no Mundial de Construtores. A boa notícia é que o FW43 já parece mais promissor do que seu antecessor.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre AO VIVO, em TEMPO REAL e ‘in loco’ os testes de pré-temporada da F1 em Barcelona com o repórter Vitor Fazio. Siga tudo aqui.
 

Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar