Às vésperas do GP da China, diretor vê McLaren no caminho certo: “Acredito neste time e neste carro”

Jonathan Neale, diretor da McLaren, afirmou que a equipe levará para a China uma série de atualizações e, apesar de destacar que precisará testar o novo carro na pista, se mostrou confiante na melhora do desempenho. Dirigente ressaltou que confia no carro de 2013 e na equipe

A McLaren iniciou a temporada 2013 da F1 longe de sua melhor forma. Depois de uma performance muito aquém do esperado na Austrália e na Malásia, o time de Woking aproveitou o período que antecede o GP da China para trabalhar em atualizações para o MP4-28 e agora espera a prova de Xangai para checar o resultado deste trabalho. 
 
Falando com jornalistas por telefone, Jonathan Neale, diretor da McLaren, afirmou que o time sabe onde estão os problemas do carro e destacou que pode utilizar os dados coletados em Melbourne e Sepang para preparar o carro para a disputa na China. 
McLaren corre contra o tempo para melhorar performance na temporada 2013 (Foto: Getty Images)
“Acredito que sabemos onde estão os problemas do carro”, disse Neale. “Conseguimos melhorar o carro entre Austrália e Malásia e estávamos mais próximos do ritmo”, considerou Neale.
 
“Com o aprendizado daquele fim de semana, estamos levando algumas atualizações para a China. Algumas são rotina, outras uma resposta ao momento”, explicou. “Precisamos testar o pacote que temos na China para poder ter certeza absoluta [do progresso], então sexta-feira será um elemento chave”, frisou. 
 
Neale avaliou que a McLaren agora está no caminho certo e previu que o time terá mais respostas após a prova deste fim de semana. “Eu certamente acredito que estamos no caminho certo agora. Temos uma ideia de onde estão os problemas”, reforçou. “Depois do GP da China acho que teremos mais [respostas].”
 
“Acreditamos que temos basicamente um pacote muito bom. Claramente não é a performance que esperávamos, mas, como todos sabem, é uma longa temporada”, reconheceu. 
 
Às vésperas da etapa de Xangai, Jonathan destacou o esforço da McLaren para melhorar o ritmo do carro e chegou a falar até mesmo em luta pelo título. 
 
“Vimos nos anos anteriores que o carro que não estava na pole [no início do Mundial] pode lutar até o fim, e tudo o que estamos fazendo aqui é projetado antes de tudo para nos colocar novamente na forma vencedora”, falou. “Se chegarmos a isso rapidamente – e não há razão para que não façamos isso – podemos lutar pelo campeonato”, defendeu. 
 
“Não temos nenhuma ilusão sobre a quantidade de trabalho que precisamos fazer para dar ritmo ao carro”, comentou. “Não há uma coisa, uma pílula mágica. Existem muitas coisas que irão restaurar a performance do carro.”
 
“Obviamente, não foi o início ideal, não podemos fugir disso, mas acredito neste time e neste carro”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube