Sábado da F1 em Silverstone começa nublado e com risco pequeno de chuva

Depois do dia mais quente do ano, Silverstone volta a ter um clima mais britânico. O sábado é de céu nublado, temperaturas amenas e risco de chuva, mesmo que só na casa dos 30%

Se os dois primeiros treinos livres da Fórmula 1 em Silverstone foram de céu de brigadeiro e calor recorde no Reino Unido em 2020, o treino classificatório traz história diferente. O sábado (1°) do GP da Inglaterra começa com temperaturas mais amenas e céu nublado, o que cria expectativa até de chuva com o passar das horas.

O risco de intempérie, entretanto, é baixo. Mesmo nas horas de maior risco, das 14h às 16h locais, o Weather Channel indica probabilidade máxima de 30%. No resto do dia, sempre na casa de 10%.

O céu de brigadeiro de Silverstone dá lugar às nuvens carregadas (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Dessa forma, a maior garantia de surpresas na definição do grid é a temperatura ambiente. Depois de termômetros chegarem aos 33° na sexta-feira, hoje a previsão do Weather Channel é de máxima de 23°. Isso afeta drasticamente a performance dos pneus e as condições do asfalto. De quebra, tira uma pulga de trás da orelha das equipes a respeito da confiabilidade dos carros.

O sábado vai ser crucial para entender a divisão de forças da F1 no GP da Inglaterra. A Mercedes já não parece tão dominante assim: mesmo que ainda tenha o carro mais rápido, a vantagem sobre a Red Bull aparenta ter encolhido. Além disso, surpresas como a Racing Point seguem sem dormir no ponto.

O terceiro treino livre começa às 7h (de Brasília). A classificação, por sua vez, fica para as 10h.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Inglaterra, quarta etapa da temporada 2020 da Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube