Sainz afirma que carro da Toro Rosso apresenta piora enorme andando de tanque cheio: “É estranho”

No último fim de semana, em Silverstone, a Toro Rosso andou muito forte nos treinos de sexta-feira, mas perdeu rendimento demais na corrida. Carlos Sainz disse que o problema está relacionado à quantidade de combustível no tanque

A Toro Rosso precisa entender o porquê de seu carro perder tanto rendimento no começo das corridas. Esta é a cobrança do espanhol Carlos Sainz, que abandonou o GP da Inglaterra na nona posição após largar em oitavo. Ele chegou a cair para 13º nas voltas iniciais antes de começar a se recuperar.

A equipe de Faenza tem se portado bem nos treinos livres e até mesmo nas classificações. Entretanto, até o momento, apenas 19 pontos foram anotados, o que faz da Toro Rosso a oitava colocada no Mundial de Construtores, à frente apenas da McLaren e da Manor Marussia.

No caso do GP da Inglaterra, tanto Sainz quanto Max Verstappen andaram no top-10 em todos os treinos livres. O desempenho na sexta-feira deixou Max tão contente que ele afirmou que seu time tinha o segundo melhor carro em Silverstone, perdendo apenas para a Mercedes.

Carlos Sainz não conseguiu terminar a corrida neste domingo em Silverstone (Foto: AP)

Em Silverstone, para Verstappen, o rendimento foi por água abaixo já na classificação, e ele sequer avançou ao Q3. Mas Sainz foi encontrar suas dificuldades apenas na corrida.

"O nosso primeiro stint na corrida ainda é a nossa fraqueza. É isso que precisamos analisar para melhorar. Não sei o porquê. É uma pena, pois assim que baixa o combustível, você coloca outro pneu e tem 70 kg ou 80 kg de gasolina, de repente o carro começa a se comportar normalmente e nós temos um ritmo bem decente", falou.

"Testamos algumas coisas nos testes em Barcelona e na Áustria, mas ainda não sabemos exatamente o porquê disso. E é só no primeiro stint. Somos sempre fortes no TL1, TL2, TL3 e na classificação. Mas com pneus que não foram corretamente aquecidos porque a volta de apresentação não é ideal, nosso carro parece fora da janela de pefromance, e não sabemos como fazer voltar", disse.
 
Esses problemas afetam sua confiança. "Na classificação, sei que posso fazer o que quero, virar o carro quando euro, pois tenho confiança. Mas com 100 kg, não sei se vou sair de traseira na entrada ou sair de frente no meio. É estranho", completou.

Verstappen rodou sozinho após a relargada no início da prova e abandonou logo ali.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube