Sainz coloca Toro Rosso na ponta em primeiro treino livre esvaziado pela chuva forte em Suzuka

Apostando nos pneus intermediários, os de risca verde, Carlos Sainz conseguiu 1min49s434 e ainda impôs uma dura diferença de 0s5 para Daniil Kvyat, da Red Bull, para liderar o primeiro treino livre em Suzuka. Nico Rosberg foi o melhor entre os pilotos da Mercedes e ficou em terceiro

A chuva roubou a cena no primeiro treino livre da F1 em Suzuka nesta sexta-feira (25), noite de quinta ainda no Brasil. Com a pista encharcada durante todos os 90 minutos de sessão, os pilotos só deixaram mesmo para andar forte – ou o tanto que foi possível – nos 40 minutos finais dos trabalhos iniciais para o GP do Japão. E quem acabou tirando proveito da condição adversa foi o jovem espanhol Carlos Sainz.

Apostando nos pneus intermediários, os de risca verde, o piloto da Toro Rosso conseguiu 1min49s434 e ainda impôs uma dura diferença de 0s5 para Daniil Kvyat, da Red Bull. Foi a primeira vez que o estreante comandou uma sessão de treinos na F1. Nico Rosberg foi o melhor entre os pilotos da Mercedes e fechou em terceiro.

Com 12 nomes apenas na lista de tempos, Sebastian Vettel ainda completou os trabalhos em quatro, logo à frente de Lewis Hamilton. Max Verstappen foi o sexto, com Kimi Räikkönen e Felipe Massa na sétima e oitava colocações, respectivamente. Marcus Ericsson, Valtteri Bottas, Felipe Nasr e Jenson Button completaram a tabela.

Carlos Sainz Jr. liderou o primeiro treino livre no Japão (Foto: AP)

Confira como foi o primeiro treino livre para o GP do Japão

A sexta-feira (25) amanheceu fria e bastante chuvosa na região de Suzuka, noite de quinta ainda no Brasil, e o tempo ruim permaneceu ainda durante quase toda a manhã. E foi nesse cenário que o primeiro treino livre teve início.
 
E às 10h (hora local), a luz verde no fim do pit-lane autorizou o começo das atividades. O único nome diferente na lista foi de Jolyon Palmer, que mais uma vez entrou no lugar de Romain Grosjean na Lotus. Dito isso, o primeiro carro a deixar os boxes foi Marcus Ericsson, da Sauber. O sueco já saiu com os pneus de risca azul, os de pista bastante molhada. Daniil Kvyat, da Red Bull, se juntou a Marcus na sequência.
 
As voltas iniciais dos dois pilotos serviram para deixar evidente o quão molhada estava a pista japonesa. Os carros já levantavam um spray denso de água, e os primeiros relatos dos pilotos falavam em ‘rios de água’ em diversos pontos do traçado. 
Mal foi possível ver a Ferrari de Sebastian Vettel nos primeiros minutos da sessão em Suzuka (Foto: Reprodução/Twitter)
Também calçados com pneus azuis, Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo, Felipe Massa, Valtteri Bottas, Nico Hülkenberg – que se queixou mais tarde de uma falha no sistema de direção -, Jenson Buton, Fernando Alonso e Palmer também decidiram testar as condições do circuito nipônico a seguir. Mas ninguém arriscou permanecer mais tempo na pista, o que, claro, se refletiu na tabela de tempos. Nenhuma volta foi registrada nos primeiros dez minutos de sessão.

Kvyat chegou a sair novamente, mas identificou um problema com os freios e tratou de retornar aos boxes. Alguns minutos mais tarde, Alexander Rossi foi à pista para um giro de verificação e logo voltou. Assim, com quase 20 minutos de sessão, Lewis Hamilton era o único que ainda permanecia sequinho nos boxes. O inglês deixou para sair perto da primeira meia hora, na verdade, mas apenas por uma única volta. O traçado seguia encharcado demais. E acabou, claro, alterando todo o programa técnico das equipes para o fim de semana.

Quando a sessão passou dos primeiros 30 minutos, o tempo ainda estava fechado e a chuva não dava pinta de trégua. Ainda assim, Nico Rosberg voltou ao circuito, sempre com os pneus para pista molhada, mas apenas para giros de instalação. No Twitter, a Pirelli informava que, diante das condições do asfalto e da previsão do tempo, o uso dos intermediários ainda iria demorar.

Poucos minutos depois, a McLaren mandou Alonso de volta à pista para avaliações e pediu "velocidade constante". O espanhol ensaiou uma primeira volta cronometrada, mas acabou mesmo retornando aos pits. 

A chuva não deu trégua em Suzuka, nem para os fãs (Foto: Reprodução/Twitter)

Logo depois que Fernando se recolheu às garagens, a sessão ganhou uma pausa interrompida apenas por Hülkenberg, que decidiu testar as condições de novo do traçado, mas também sequer completou o giro. O asfalto continuava bastante encharcado. Apesar da ausência de voltas cronometradas, os pilotos somavam 27 passagens pelo circuito.

Com pouco menos de 40 minutos para o fim, Max Verstappen decidiu deixar os boxes e foi o primeiro a registrar volta cronometrada. Com os pneus de risca azul, o jovem holandês cravou 1min51s741. O colega Carlos Sainz apareceu na sequência, mas andando 2s mais lento. Kimi Räikkönen foi quem se infiltrou entre a dupla da Toro Rosso. O piloto da Ferrari se colocou em segundo na tabela provisória, com 1min53s527.

Verstappen ainda melhoraria para 1min51s640. Sainz seguiu o companheiro e virou na volta seguinte: 1min52s201. A lista ainda ganhou o nome de Rosberg, que se colocou em quarto. Vettel também decidiu fazer parte do grupo alguns minutos depois.

 
Mas a tabela começou a mudar no momento em que Rosberg conseguiu 1min51s117. A marca o colocou na primeira posição, 0s252 melhor que Sainz. Verstappen, Räikkönen e Vettel completavam a lista. Todos registraram tempos usando os pneus ainda para pista bastante molhada. 
 
Só que alguém sempre arrisca. E o primeiro a sair com os intermediários foi Valtteri Bottas. O finlandês chegou a escorregar em alguns trechos, mas acabou fechando a volta em 1min55s761, quase 4s6 mais lento que Rosberg. Ao mesmo tempo, Vettel se colocou em segundo, a 0s153 do líder.
Felipe Massa deixou os boxes com os pneus intermediários (Foto: Reprodução/Twitter)
E não foi só Bottas que saiu com os intermediários, a Williams também mandou Felipe Massa com os compostos de risca verde. O brasileiro pulou de sétimo para quinto, com uma marca 1s1 mais lenta que a de Rosberg. A tabela, então, tinha os seguintes nomes: Rosberg, Vettel, Sainz, Verstappen, Massa, Räikkönen, Button e Bottas.
 
Mesmo tendo de brigar para manter o FW37 #19 na pista, Massa continuou na pista com os intermediários, enquanto o restante ainda preferia os pneus de risca azul. 

Enquanto isso, Rosberg vinha baixando seu tempo. Andando com os compostos para pista encharcada, o alemão da Mercedes se posicionou na ponta com 1min50s077. Räikkönen já era segundo, à frente de Vettel, Sainz, Verstappen, Massa, Bottas e Button. Apenas esses oito se arriscaram na pista japonesa debaixo de chuva nesta parte final da sessão.

Restando 20 minutos para o fim, o menino Verstappen também optou por sair com os intermediários e logo saltou para a segunda posição, com 1min50s940. Kvyat, da Red Bull, seguiu seu exemplo. E foi ainda mais rápido. Com 1min49s938, o russo virou o líder das atividades nipônicas. Mas a liderança durou pouco. Sainz também andou abaixo de 1min49s e, com guiando 0s4 mais rápido, roubou a ponta do piloto da Red Bull.

Nos instantes finais, Vettel ainda voltou à pista e trouxe consigo Lewis Hamilton e o companheiro de Ferrari.  O tetracampeão subiu paa quarto, enquanto o inglês se fixou em quinto. Nesse meio tempo, Felipe Nasr também decidiu sair e cravou a décima melhor marca da sessão.  Räikkönen ficou mesmo em sétimo. Na verdade, a chuva apertou ainda mais na fase final das atividades e ninguém mais pode melhorar. Assim, a liderança ficou com a Toro Rosso de Carlos Sainz na chuvosa Sukuza. E a sessão acabou com apenas 12 nomes na tabela de tempos.

F1, GP do Japão, Suzuka, Treino livre 1:

1 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:49.434   10
2 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:49.938 +0.504 6
3 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:50.077 +0.643 14
4 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:50.519 +1.085 12
5 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:50.722 +1.288 6
6 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:50.940 +1.506 10
7 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:51.212 +1.778 15
8 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:52.288 +2.854 12
9 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:53.820 +4.386 12
10 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:53.964 +4.530 14
11 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:54.013 +4.579 9
12 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:55.678 +6.244 6
    TEMPO 107% TL1   1:57.094 +7.660  
               
RECORDE FELIPE MASSA BRA FERRARI 248F1 1:29.599 7/10/2006  
MELHOR VOLTA KIMI RÄIKKÖNEN FIN McLAREN MERCEDES MP4-20 1:31.540 9/10/2009  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube