carregando
F1

Sainz explica reestruturação interna antes da temporada e vê recuperação da McLaren já “ganhando forma”

2019 nem começou direito, mas Carlos Sainz Jr. já sente algo diferente em Woking. É que a McLaren começou a trocar e realocar funcionários, medida para superar os recentes anos ruins na F1. O espanhol não traça metas para o ano, mas se diz “otimista”

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
Internamente, a McLaren batalha para corrigir problemas e se colocar em posição melhor na Fórmula 1. A equipe britânica, sem vencer corridas desde 2012, rearranja funcionários antigos e novos na tentativa de renascer. O piloto Carlos Sainz Jr., apesar de ainda nem ter ido à pista com o carro novo, já sente que a reação na categoria está “ganhando forma”.
 
O espanhol reafirma que o projeto de renascimento não vai trazer resultados imediatos. Mesmo assim, o otimismo já se faz presente.
 
“Acho que a filosofia da equipe esse ano é de ir com calma nas previsões sobre onde queremos chegar”, disse Sainz durante a apresentação do MCL34. “É impossível saber onde estamos antes de ver o que os outros estão fazendo. Estamos otimistas a respeito das direções que tomamos com o conceito do carro, as direções que tomamos na reestruturação da equipe inteira, de conseguir não só pessoas novas, mas também de colocar pessoas que já temos na McLaren em áreas que podem ser melhor aproveitadas”, seguiu.
Carlos Sainz e Lando Norris formam a dupla da McLaren em 2019 (Foto: McLaren)
Uma das “pessoas novas” citadas é o próprio Sainz, contratado após passagens por Toro Rosso e Renault. O espanhol tem a responsabilidade de ocupar o espaço deixado por Fernando Alonso e formar dupla com o novato Lando Norris. Os dois vão, nos próximos anos, ter a missão de transformar em resultados o trabalho feito na fábrica de Woking.
 
“Acho que temos grande talento na McLaren”, frisou Sainz. “Sempre temos novas ideias, sempre temos novas pessoas com grandes ideias. É uma questão de quando, eu penso. Acho que [a recuperação] está ganhando forma e esse vai ser um projeto de médio prazo. Tenho um contrato de dois anos para pensar nisso e estou confiante”, encerrou.
 
O MCL34, em tons de laranja e azul, começa a ser testado para valer na pré-temporada em Barcelona, com começo marcado para 18 de fevereiro. A primeira corrida é o GP da Austrália, em 17 de março no Albert Park.