Sainz revela problema no câmbio e minimiza batida com Verstappen: “Acho que não pontuaríamos”

Carlos Sainz batalhava pelo quinto lugar com Max Verstappen até um acidente entre ambos, mas o espanhol da McLaren minimizou a situação e afirmou que um problema no câmbio o impediria de alcançar voos mais altos no GP do Bahrein

Carlos Sainz teve um início promissor no GP do Bahrein deste domingo (31), mas acabou abandonando. O espanhol da McLaren largou em sétimo, pulou para a sexta posição e andava no mesmo ritmo dos ponteiros até se tocar com Max Verstappen e precisar trocar a asa dianteira. Ele passou a correr no fundo do grid e levou o carro pra garagem antes do fim, mas o próprio Sainz afirmou que não seria o dia dele apesar do acidente.

Em entrevista após a corrida, o piloto da McLaren minimizou o bom início de prova que teve e revelou um problema na caixa de câmbio que o atrapalhou durante a corrida e impediu de montar uma recuperação. Foi o segundo abandono de Sainz em duas corridas no ano.

Carlos Sainz (Foto: McLaren)

"Eu estou tentando ver o lado positivo. Fiz uma boa largada, uma boa primeira volta, os carros da frente não estavam abrindo vantagem e pude ficar no top-6 sem problemas. Depois, acho que não terminaríamos nos pontos porque minha caixa de câmbio falhou durante a corrida inteira", declarou.

Apesar de mostrar irritação com o acidente causado na disputa com Verstappen, Sainz fez pouco caso e afirmou que o trauma seria maior caso tivesse ultrapassado o holandês, já que teria perdido mais ainda com o problema no câmbio.

 
"Tínhamos um problema no câmbio que estava me fazendo perder um segundo por volta. Se eu tivesse passado o Verstappen e tivesse o problema no câmbio, seria mais dramático ainda", completou.

O campeonato volta em duas semanas, fim de semana de 14 abril com o GP da China – milésima corrida da história da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube