Sainz vê Mônaco como impulso, mas espera dificuldades em “complicada” Baku

Carlos Sainz Jr. admitiu que demorou para comemorar o segundo lugar em Mônaco devido às circunstâncias da corrida, mas crê que a boa posição possa ser um impulso para a equipe. No entanto, ele espera uma corrida pra lá de complicada nas ruas de Baku

Carlos Sainz levou apenas cinco corridas para se tornar o 58º piloto da Ferrari a subir ao pódio na história da Fórmula 1, após a segunda colocação no GP de Mônaco. Embora afirme que a apresentação no Principado levantou o ânimo de toda a equipe italiana, o espanhol não espera repetir o desempenho no GP do Azerbaijão, neste fim de semana.

“Tem sido bom”, disse Sainz, sobre a reação da Ferrari ao pódio conquistado em Mônaco. “Quer dizer, dá para ver no rosto de todos, no espírito de todos que foi um bom impulso, não só para o pódio, mas no geral a velocidade que tivemos naquele fim de semana. Foi muito animador.”

“Mônaco é um circuito de alta pressão aerodinâmica, você precisa de aderência, de um bom equilíbrio e ver que fomos um dos melhores, se não o melhor, foi definitivamente encorajador e você pode sentir isso na atmosfera da equipe. É bom ver”, acrescentou.

Carlos Sainz conquistou seu primeiro pódio pela Ferrari, com o segundo lugar em Mônaco (Foto: Ferrari)

No entanto, o espanhol revelou que “não ficou tão contente quanto gostaria”. O ferrarista admitiu nesta quinta-feira (3) que levou vários dias para superar a decepção de não ter estado em posição de lutar pela pole e pela vitória, após o acidente com o companheiro de time, Charles Leclerc, que bateu nos instantes finais da classificação.

“Eu não consegui curtir tanto quanto provavelmente deveria. Eu ainda estava muito zangado com o sábado e ainda me arrependia de não estar na primeira fila, pelo menos, naquela classificação, devido ao que aconteceu [com Leclerc] e às circunstâncias”, explicou.

“Então, no domingo, ainda senti que o segundo não era o suficiente para o ritmo que tivemos naquele fim de semana. Mas foi um alívio pelo menos terminar no pódio, somar pontos, dar um bom resultado para a equipe e depois, conforme os dias foram passando, comecei a refletir um pouco mais sobre isso e a ficar um pouco mais orgulhoso, um pouco mais feliz com o fim de semana em geral”, acrescentou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Agora, em outro circuito de rua, o dono da SF21 #55 vê Baku como um circuito mais complicado. Com uma reta de mais de dois quilômetros, o espanhol vê que as dificuldades do carro italiano podem ser fulminantes para a Ferrari mas, ao mesmo tempo, mantém o otimismo.

“É uma corrida de rua, mas tem características completamente diferentes. O circuito de Baku é complicado. Acho que passamos dois quilômetros em linha reta. Sabemos que isso ainda é uma fraqueza para nós em termos de velocidade máxima e aceleração, por isso sabemos que isso vai nos colocar um pouco para trás no final de semana”, opinou Sainz.

“Mas, ao mesmo tempo, se conseguirmos fazer o carro funcionar bem nas curvas lentas como fizemos em Mônaco, talvez ainda possamos ser competitivos, nada perto de Mônaco, porque Mônaco acho que é um pouco fora da curva, um cenário um pouco especial, mas ainda vamos tentar marcar alguns bons pontos neste fim de semana e continuar melhorando como equipe”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar