Sainz vira favorito à vaga na Renault e passa a ser ‘moeda de troca’ para negociação de motores da Red Bull

De acordo com o jornal espanhol ‘Marca’, Carlos Sainz Jr. ganhou muita força na briga por uma das vagas da Renault. A ida do espanhol para a equipe francesa permite que a Red Bull, escuderia que gerencia Carlos, inicie uma renegociação no preço dos motores para 2017

Carlos Sainz Jr. até tem um contrato assinado com a Toro Rosso para 2017, mas seu destino pode mudar radicalmente nos próximos dias. De acordo com o jornal espanhol ‘Marca’, o piloto virou favorito na briga por uma das vagas na Renault, que devem começar a ser definidas já nas próximas semanas.
 
A transferência de Sainz para a Renault faz parte de uma negociação complexa. A equipe francesa leva um piloto muito bem visto pelo mundo da F1, enquanto a Red Bull – que gerencia a carreira de Carlos – seria capaz de comprar unidades de potência por um preço mais acessível.
Carlos Sainz Jr. tem futuro em aberto (Foto: Beto Issa)
De acordo com o ‘Marca’, o único fator que impede a assinatura do acordo é a redefinição do acordo de motores. Renault e Red Bull ainda não foram capazes de definir qual seria o novo preço para o fornecimento de motores. Acredita-se que a Toro Rosso, atual equipe de Carlos, também levaria um desconto em 2017.
 
A publicação também informa que Sainz negocia a ida de patrocinadores espanhóis para a Renault.
 
As duas vagas da Renault podem ser vistas como as mais imprevisíveis do grid. A equipe não parece satisfeita com o trabalho de ambos Kevin Magnussen e Jolyon Palmer. A oportunidade de se mandar para uma escuderia disposta a investir muito na F1 também chamou a atenção de diversos pilotos – entre eles Felipe Nasr e Sergio Pérez.
 
Apesar da procura, a Renault faz uma temporada muito fraca em 2016. A equipe só pontuou uma vez até aqui, com Magnussen. 
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube