Satisfeito com carro, chefe de equipe da HRT diz que F112 ainda não mostrou todo potencial

Pior equipe da F1, a HRT vem trabalhando duro para tentar melhorar sua situação no campeonato. Satisfeito com trabalho feito até o momento, Luis Pérez-Sala, chefe de equipe, afirma que o F112 ainda pode render 50% a mais do que vem fazendo

A HRT é a última equipe no campeonato de construtores e não deve sair de lá até o final da temporada. Mas a equipe vem se esforçando para tentar melhorar o desempenho do carro com mudanças na estrutura, como a mudança para Madri, por exemplo. Segundo Luis Pérez-Sala, chefe de equipe, o início de temporada foi muito difícil, porém todos trabalharam forte para deixar o F112 melhor.

"Eu acho que, no geral, o F112 é um carro que tem dado bom resultado tendo em conta como tudo começou", disse Sala, relembrando que a equipe não participou de todos os testes da pré-temporada e ficou de fora da primeira prova do ano, no GP da Austrália, por ficar acima dos 107% exigidos pelo regulamento.

"No inverno [início da temporada na Europa], eu tive um monte de dúvidas, porque o carro foi entregue para nós e não tivemos tempo suficiente para analisá-lo”, explicou. “Os procedimentos e os prazos não eram os habituais, isso nos obrigou a ir mais rápido para compensar perda de tempo e organizar as diferentes partes envolvidas no projeto para finalizá-lo a tempo”, completou.

Pérez-Sala elogiou trabalho feito pela HRT ao longo do ano (Foto: HRT)

O dirigente afirma que, apesar do contratempo do começo do ano, o carro tem se mostrado muito bom, mas ainda não rendeu o esperado. "Mas mesmo com todos esses obstáculos, o carro tem dado bons resultados. Temos uma boa base e isso é sua maior força. É um carro confiável, com boa resistência e oferece uma série de possibilidades para seu desenvolvimento. Eu diria que nós mostramos 50% do seu potencial e ainda podemos extrair mais 50%, principalmente na parte aerodinâmica”, falou o ex-piloto da F1 entre 1988 e 1989.

Com três provas em setembro, Bélgica, Itália e Cingapura, Sala confirmou que a HRT vai levar atualizações apenas na etapa que acontece o circuito de Marina Bay dentro de mais de 40 dias. "Temos algumas atualizações preparadas para o GP de Cingapura. Não temos como levar atualizações pequenas a cada duas ou três corridas, pois o custo de uma atualização ou a criação de uma nova peça para um pequeno upgrade é muito alto”, revelou.

“Além do estudo da parte aerodinâmica, você tem que produzir as peças e também implica muito tempo. Então temos que aproveitar ao máximo todas as mudanças e ter uma ideia muito clara da direção que queremos tomar para estas atualizações serem produtivas”, prosseguiu.

Sala estabelece uma meta até o final da temporada de classificar os dois carros entre 104% e 105% do melhor tempo do Q1 até a última prova do ano, no Brasil. "Para mim, seria um sucesso manter a confiabilidade que temos e melhorar o nosso desempenho um pouco mais. Para conseguir isto, espero que o pacote aerodinâmico que vamos apresentar após o verão [a volta da temporada após as férias] nos ajudar a dar o próximo passo”, disse.

“O objetivo é ficar entre 104% e 105% e ter o projeto para 2013 preparado. Se conseguirmos tudo isso, eu estarei satisfeito”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube