F1

Satisfeito com desempenho na Bélgica, Bottas crê que terceiro lugar foi “provavelmente o mais correto”

Largando do sexto lugar, Valtteri Bottas conseguiu fazer seu motor Mercedes falar alto, se impôs na pista e terminou subindo ao pódio pela quarta vez em cinco corridas

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
A cobertura completa do GP da Bélgica no GRANDE PRÊMIO
As imagens do domingo da F1 em Spa-Francorchamps
O passo a passo da 12ª etapa do Mundial de F1
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O que a Williams queria fazer na Bélgica neste domingo (24), acabou conseguindo com Valtteri Bottas, já que Felipe Massa teve mais um de seus dias de azar. O finlandês saiu da sexta posição e impôs às Ferrari e a Sebastian Vettel o seu melhor ritmo com a Williams e conseguiu seu quarto pódio nas últimas cinco corridas.
 
Sem nunca ter tido uma chance real de alcançar Daniel Ricciardo e superado por Nico Rosberg depois de passar um tempo na segunda colocação, Bottas se mostrou satisfeito, dizendo que o sua posição foi "provavelmente o mais correto" a acontecer.
Valtteri Bottas à frente de Kimi Räikkönen (Foto: Mark Thompson / Getty Images)
"Nosso ritmo foi sólido, hoje, muito melhor que na classificação, com algumas boas disputas com as Ferrari e as Red Bull, e acho que o terceiro lugar provavelmente foi o mais correto. Fiquei preso atrás de carros mais lentos no começo, o que fez a primeira parte mais difícil, mas consegui passar por eles depois", observou. 
 
"Chegamos para a corrida mirando um pódio, então, é satisfatório atingir após um fim de semana de altos e baixos e Felipe tendo azar com detritos", concluiu.
 
Seguindo para o GP da Itália, em 7 de setembro, Bottas está agora mais próximo a Fernando Alonso na briga pelo quarto lugar do Mundial de Pilotos. O #77 tem 110 pontos contra 119 do asturiano.