F1
20/07/2016 12:56

Sauber anuncia venda da equipe para investidora suíça e confirma aposentadoria de fundador

A Sauber anunciou, na manhã desta quarta-feira (20), a venda da equipe e a consequente mudança de proprietário. A Longbow Finance S.A. vai adquirir o controle acionário do time de Hinwil. Pascal Picci, presidente e diretor-executivo do fundo de investimentos, vai assumir o posto de presidente da Sauber. Peter Sauber, o fundador da escuderia, se aposenta de todas as funções, enquanto Monisha Kaltenborn segue como chefe da equipe
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Peter Sauber e Felipe Nasr (Foto: Sauber)

A Sauber, enfim, encerrou o mistério e anunciou o tão aguardado novo investidor que vai salvar o futuro da equipe na F1. Na manhã desta quarta-feira (20), o time de Hinwil confirmou o nome da Longbow Finance, uma investidora suíça com atuação há mais de 20 anos, como a nova proprietária da empresa que gere a escuderia. O acordo compreende a mudança no comando da Sauber. Peter Sauber, responsável por fundar a equipe que está na F1 há 23 anos, se aposenta em definitivo e dá lugar a Pascal Picci, agora novo presidente da Sauber.
 
Monisha Kaltenborn, por sua vez, segue como membro do Conselho de Diretores da equipe e seguirá como diretora-executiva e também a chefe da equipe de Felipe Nasr e Marcus Ericsson na F1.

A confirmação da venda da Sauber encerra um drama financeiro que já vinha desde o começo do ano. Sucessivos atrasos de salário e também atraso no desenvolvimento do novo carro, o C35, prejudicaram completamente a jornada da equipe nesta primeira metade da temporada 2016. Depois de uma temporada razoável no ano passado, quando chegou até mesmo a terminar uma prova em quinto lugar, o GP da Austrália, com Felipe Nasr, a Sauber sequer pontuou neste ano, sendo superada inclusive pela Manor, que já foi top-10 com Pascal Wehrlein no GP da Áustria.

Assim, a chegada do novo investidor não apenas salva o futuro da Sauber, mas também coloca Nasr em boa posição para dar sequência à sua carreira, caso opte por continuar em Hinwil em 2017. Se o brasiliense esperava algo para acreditar, agora parece ter.

Monisha Kaltenborn permanece como chefe da Sauber após a venda da equipe para a Longbow Finance (Foto: AP)
“O Grupo Sauber tem o prazer de anunciar a mudança de sua propriedade. Após a assinatura do contrato de aquisição com os atuais acionistas, a Longbow Finance S.A. vai adquirir por completo a Sauber Holding, que é a empresa proprietária do Grupo Sauber”, diz a equipe em comunicado.
 
“É a clara intenção da Longbow Finance estabilizar o grupo e criar as bases para um futuro competitivo e bem-sucedido. Esta transação também assegura a continuação da marca Sauber na F1 e vai abrir oportunidades para ampliar ainda mais as atividades de engenharia do grupo. Não haverá quaisquer mudanças para a empresa ou no nome da equipe”, continuou.
 

“Peter Sauber vai se aposentar de todas as funções, sendo sucedido por Pascal Picci como presidente da Sauber Holding A.G. Monisha Kaltenborn vai permanecer como membro do Conselho de Administração e vai continuar como líder da empresa em suas funções como diretora-executiva e como chefe de equipe”, informou a escuderia de Hinwil no comunicado.

Peter Sauber se despediu da equipe que criou há mais de 23 anos. Antes da F1, a Sauber foi parte importante do antigo Mundial de Protótipos e revelou ninguém menos que Michael Schumacher antes de o piloto alemão ter sua primeira chance no Mundial em 1991, por meio da equipe Jordan.
 
“Monisha Kaltenborn e eu assinamos um acordo que vai assegurar o futuro da equipe de F1 e também do Grupo Sauber. Estou muito feliz que meu investimento corajoso para comprar de volta a equipe há seis anos, com a intenção de garantir sua base em Hinwil e seu lugar na F1, se provou a mais correta”, afirmou o lendário dirigente, que já estava afastado das suas funções na F1 ao passar o bastão para Kaltenborn, a primeira mulher a ser chefe de equipe no Mundial.
 
Sauber faz menção ao período em que readquiriu o comando da escuderia depois de repassar o comando à BMW no período entre 2006 e 2009, quando a montadora bávara fez parte da F1 como equipe de fábrica. A partir de 2010, a Sauber retomou ao grid da F1, na esteira da saída da BMW do Mundial.
Ao lado de Felipe Nasr, o lendário Peter Sauber dá adeus à equipe que fundou (Foto: Sauber)

Em poucas palavras, Pascal Picci, que é presidente e diretor-executivo da Longbow, falou sobre a sua nova função na Sauber. “Como uma empresa suíça, nós estamos muito satisfeitos por termos garantido uma presença suíça em uma indústria altamente especializada e inovadora”, declarou.
 
Já Kaltenborn, advogada indo-austríaca que está no comando da equipe de F1 e buscava de forma incessante um novo investidor para assegurar o futuro da Sauber, comemorou a chegada da Longbow. “Estamos muito satisfeitos por chegarmos a um acordo com a Longbow Finance S.A. Podemos garantir o futuro da Sauber no topo do esporte a motor. Estamos convencidos de que a Longbow Finance é o parceiro perfeito para novamente tornar a equipe competitiva e bem-sucedida na F1.”
 
“Ao mesmo tempo, a nova estrutura vai nos permitir finalmente expandir ainda mais nosso negócio e comercializar nosso conhecimento. Esta solução é do melhor interesse para nossos funcionários, parceiros, fornecedores fieis, a base em Hinwil e também o esporte a motor suíço. Nós somos muito tratos à Longbow Finance por acreditar na competência, eficiência e capacidade do Grupo Sauber e estamos muito ansiosos para um novo e empolgante futuro”, finalizou a chefe da Sauber na F1.
PADDOCK GP #38 VAI A PIRACICABA PARA LANÇAMENTO DA F-INTER