F1

Sauber mantém Ericsson, abre mão de Wehrlein e traz Leclerc como titular para 2018, afirma jornal

De acordo com o jornal suíço ‘Blick’, muito próximo à Sauber, a equipe vai manter Marcus Ericsson para a próxima temporada. Mesmo sem apresentar nenhum resultado convincente, o sueco permanece muito mais por conta da sua ligação com a Longbow Finance, proprietária da escuderia helvética. Com a parceria renovada com a Ferrari, a Sauber vai abrir mão de Pascal Wehrlein, responsável por todos os pontos no ano, para trazer Charles Leclerc como novo titular
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Vinheta F1

A Sauber é uma das poucas equipes que ainda não definiu sua dupla de pilotos para a temporada 2018 da F1, mas de acordo com o jornal suíço ‘Blick’, deve fazê-lo em breve. Segundo a publicação, muito próxima à Sauber, Pascal Wehrlein não vai continuar no ano que vem, em que pese o alemão ter conquistado todos os cinco pontos da equipe no ano. Ligado à Longbow Finance, proprietária da escuderia, Marcus Ericsson continua mesmo sem ter somado pontos há quase dois anos. E para o lugar de Wehrlein, Charles Leclerc entra como novo titular no ano que vem.
 
No caso de Leclerc, a Sauber já vem cedendo ao monegasco, campeão da F2, seu cockpit para participar de treinos livres às sextas-feiras nas últimas etapas do campeonato, como aconteceu no México. Charles, inclusive, testa nesta terça e também na quarta-feira pela Sauber no Autódromo Hermanos Rodríguez como parte da programação de desenvolvimento de pneus da Pirelli para o ano que vem. Alfonso Celis, da Force India, também guia no circuito mexicano nesta semana.
O diário suíço 'Blick' crava Charles Leclerc como titular da Sauber em 2018 (Foto: Sauber)
Roger Benoit, correspondente do ‘Blick’ para a F1, escreveu que o anúncio da contratação de Leclerc como titular ao lado de Ericsson para 2018 vai ser feito em novembro. A Wehrlein, ligado à Mercedes, só resta uma alternativa para continuar no grid na próxima temporada: a Williams, em que pese sua idade, 23 anos, ser um impeditivo para a Martini, que precisa de um piloto de pelo menos 25 para seus anúncios na Europa, por ser uma marca de bebida alcoólica.
 
“Não tenho muitas notícias ainda da minha parte. Mas há algumas discussões em curso para o ano que vem, e espero que possamos acertar alguma coisa em breve”, afirmou o alemão no último fim de semana no México.
 
Quanto a Ericsson, o sueco de 27 anos jamais convenceu. Desde 2015 na Sauber, tudo o que o piloto conseguiu na carreira até agora foram nove pontos conquistados, todos no seu ano de estreia com a equipe suíça, tendo como melhor resultado o oitavo lugar no GP da Austrália daquele ano.
 

Contudo, apesar da falta de resultados, Ericsson segue forte junto à cúpula da Sauber por conta das profundas ligações com a Longbow Finance e o presidente da Sauber, Pascal Picci.
 
Na próxima temporada, a Sauber vai voltar a contar com os motores atualizados da Ferrari. Neste ano, a equipe tem em seus carros uma versão defasada da unidade motriz construída em Maranello.
VIGIAR E PUNIR

COM GALID OSMAN, PADDOCK GP #101 QUESTIONA: VERSTAPPEN MERECEU PUNIÇÃO EM AUSTIN?