Schumacher estava consciente e com olhos abertos durante remoção para hospital na Suíça, diz jornal

De acordo com o jornal suíço ‘Blick’, Michael Schumacher estava consciente e com os olhos abertos quando foi levado do Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França, para o Hospital Universitário do Cantão de Vaud, na Suíça

As imagens da carreira de Michael Schumacher

Michael Schumacher estava consciente e com os olhos abertos na última segunda-feira (16), quando foi transportado do Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França, para o Hospital do Cantão de Vaud, na Suíça. A informação é do jornal suíço ‘Blick’.
 
De acordo com a publicação da Suíça, Schumacher ficou com os olhos abertos na maior parte da viagem de cerca de 200 km. O heptacampeão da F1 foi transportado em uma ambulância privada e não falou, mas conseguiu se comunicar movendo a cabeça.
Jornal afirma que Michael Schumacher estava consciente quando foi levado para hospital na Suíça (Foto: Getty Images)
Ainda segundo o ‘Blick’, a empresa proprietária da ambulância não soube com antecedência quem transportaria e os funcionários tiveram de entregar seus celulares assim que entraram em contato com Michael. 
 
Mathias Volken, diretor da empresa proprietária da ambulância, confirmou seu envolvimento na remoção de Schumacher, mas se recusou a dar qualquer detalhe da ação, que foi feita em sigilo.
 
Ainda na segunda-feira, pouco após Sabine Kehm, assessora de imprensa de Schumacher, confirmar a saída do coma e a transferência de Grénoble, um porta-voz do hospital em Lausanne confirmou a internação do ex-piloto. O hospital suíço é mais próximo da casa onde o ex-piloto de Ferrari e Mercedes vivia com a mulher, Corinna, e os dois filhos.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP da Áustria, oitava etapa do Mundial de F1, com a repórter Evelyn Guimarães. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube