Schumacher garante que "tinha opções" se quisesse permanecer na F1 por mais uma temporada

Michael Schumacher afirmou que, se quisesse mesmo permanecer na F1, tinha algumas opções para dar continuidade à carreira. O piloto avalia a possibilidade de permanecer na Mercedes, como consultor

 

Logo depois de anunciar que vai se retirar das pistas após o fim da temporada, Michael Schumacher afirmou que, se quisesse mesmo permanecer na F1, tinha algumas opções na manga. O anúncio da segunda aposentadoria do esporte aconteceu nesta quinta-feira (4), em Suzuka, no Japão, onde a F1 disputa a 15ª etapa do Mundial.

"Se eu quisesse ficar, eu tinha opções para ficar, mas realmente não sinto mais vontade, para ser honesto", disse o piloto, dono de sete títulos mundiais, durante a coletiva de imprensa da Mercedes. E ao ser questionado sobre o próximo passo, o alemão respondeu: "O próximo passo é muito claro: são seis corridas que restam. Esse é o próximo passo".

Michael Schumacher anunciou nesta quinta-feira (4) que vai deixar as pistas no fim de 2012 (Foto: Mercedes)

"Tudo que vier depois, nós vamos ver. Não há a menor necessidade de se tomar qualquer decisão agora. Vou fazer isso exatamente da mesma maneira que fiz da primeira vez, embora  na época eu não imaginasse que teria uma segunda chance, mas aqui estamos nós. E agora vou me concentrar 100% em tudo que for fazer até o fim da temporada. Aí então vou pensar no que fazer depois disso", explicou.

"Não há mais nada a dizer. Tenho opções, obviamente, e vocês sabem algumas delas. Mas o que quer que seja, nós vamos tomar uma decisão no devido tempo", concluiu.

Uma das opções de Schumacher é permanecer na Mercedes, mas ocupando um cargo de consultor ou uma posição relacionada ao desenvolvimento dos modelos esportivos da montadora alemã. 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube