Schumacher minimiza batida no 2º treino livre na Hungria: “Vamos colocar uma pedra nisso”

Assim como no treino livre para o GP da Alemanha, Michael Schumacher não terminou o segundo treino livre na Hungria pelo mesmo motivo: uma batida quando a chuva estava muito forte. Apesar disso, o piloto torce por pista molhada na corrida

Durante o segundo treino livre desta sexta-feira (27), na Hungria, Michael Schumacher perdeu o controle de sua Mercedes quando a chuva apertou no circuito de Hungaroring, acabou batendo na proteção de pneus e teve que abandonar a sessão por conta dos danos causados na frente do carro. É a segunda vez que ele abandona um treino livre em uma semana, já que na Alemanha aconteceu algo semelhante.

Com a décima colocação no geral, o alemão minimizou o acidente em Hungaroring, mas admitiu que achou muito estranho o que aconteceu quando a chuva havia apertado na Hungria. "Eu fui para fora da pista porque tudo travou e eu não puder parar o carro", disse Schumacher.

 

Schumacher quer esquecer batida o mais depressa possível (Foto: Mercedes)

"Eu não acho que foi [por causa da] aquaplanagem”, afirmou o piloto, que deseja esquecer o que aconteceu o mais rápido possível. "Foi um pouco estranho, mas, mesmo assim, você tem que colocar uma pedra sobre isso e esquecer".

Schumacher admitiu que torce por chuva no dia da corrida porque, para ele, a Mercedes terá mais chances de conquistar uma boa posição se corrida acontecer com pista molhada. "Acho que a chuva pode ser uma oportunidade [de um bom resultado] como vimos em Silverstone. Então, vamos ver o que acontece”, finalizou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube