Vettel aponta Alonso como “piloto mais habilidoso” que F1 já viu: “Indiscutível”

Há anos se enfrentando na Fórmula 1, Sebastian Vettel e Fernando Alonso agora têm relação de respeito. O alemão encheu o espanhol de elogios

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTubeGP | GP2

Vettel tentou fazer uma surpresa de aniversário para Alonso, mas falhou… (Vídeo: F1)

Sebastian Vettel e Fernando Alonso travaram duras batalhas por título na Fórmula 1, especialmente em 2010 e 2012. E a relação entre os dois campeões chegou a ficar estremecida durante um tempo, mas parece não ser mais o caso agora. Com a volta do espanhol para a categoria depois de dois anos de ausência, o piloto da Aston Martin deixou claro que, após temporadas de muitas brigas na pista o relacionamento com o asturiano é amistoso. Tanto que rendeu um enorme elogio do alemã, que vê Alonso como um dos competidores mais talentosos da história do Mundial.

“Eu gosto disso até hoje”, disse Vettel, quando questionado pelo jornal espanhol Marca sobre a luta travada com Alonso no pelotão intermediário. “Na primeira corrida em que o Fernando voltou este ano, nós tivemos um pouco de disputa roda a roda e eu estava realmente sorrindo no cockpit, porque estou ansioso por mais disso este ano.”

“Acho que sempre gostei do Fernando. Quer dizer, em 2003 eu estava na frente da TV e me lembro quando ele ganhou [sua primeira corrida]. Acho que o talento dele é indiscutível”, acrescentou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sebastian Vettel e Fernando Alonso são velho conhecidos na Fórmula 1 (Foto: Reprodução)

Alonso estreou na Fórmula 1 aos 19 anos na temporada 2001, defendendo a pequena Minardi. Depois de um ano como piloto reserva, foi promovido pela Renault a titular em 2003. Naquele ano, o espanhol alcançou a primeira das suas 32 vitórias na F1, aos 22 anos, no GP da Hungria. Naquele momento, Fernando se tornava também o mais jovem vencedor de uma corrida, marca que viria a ser superada pelo próprio Vettel, em 2008, e posteriormente por Max Verstappen, em 2016.

Depois disso, a segunda vitória na categoria só viria em 2005, no GP da Malásia, quando o asturiano tinha 23 anos. Foi a arrancada do piloto rumo ao seu primeiro título mundial, que quebrou cinco anos consecutivos de hegemonia da Ferrari com Michael Schumacher. Vettel, inclusive, diz que achava impossível algum piloto fazer o que Alonso fez entre 2005 e 2006.

“Acho que as habilidades na pista são as maiores que a F1 já viu e ele fez algo que eu pensei que seria impossível fazer, que foi vencer Michael. Quando eu cresci, era como se Michael fosse o número um e impossível de vencer, e Fernando começou a vencê-lo, então eu acho que é um feito”, explicou Vettel.

“Claro, ele teve uma carreira tão longa, tantos carros diferentes, por isso acho um prazer correr ao lado dele e lutar com ele na pista”, concluiu.

F1 NO BRASIL COM LOTAÇÃO MÁXIMA + CUTUCADAS DA RED BULL NÃO TIRAM FÉRIAS | Paddock GP #252

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar